Você faz toda a diferenca!

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

27° Semana - O desafio de Amar - O Amor encoraja -b

27° Semana - O desafio de Amar - O Amor encoraja

Seu cônjuge se sente como se convivesse com um inspetor de argueiro? Ele está sempre tenso, temeroso de não atender suas expectativas? Ele diria que passa mais tempo sentindo sua reprovação do que sua aceitação?

Quem sabe você responderá dizendo que o problema não é com você, mas com ele. Se ele realmente se decepciona em várias outras áreas, por que a culpa é sua? Até onde você sabe, é necessário que os dois façam tudo o que podem para o casamento funcionar bem. Se o seu cônjuge não quer que você seja' tão crítico, ele precisa entender que as questões que você levanta são legítimas. Você não está dizendo que é perfeito, de forma alguma, mas que é capaz de dizer o que pensa. Certo?

O problema com este tipo de atitude é que poucas pessoas são capazes de responder à critica com total objetividade. Quando está claro que alguém está infeliz com você - seja por confrontação direta ou por silêncio - é difícil não ficar pessoalmente magoado. Especialmente no casamento.

Apesar de tudo, diferente de qualquer outra amizade, o relacionamento com seu cônjuge começa com os dois fazendo de tudo para agradar um ao outro. Quando vocês namoravam, ele era completamente encantado pela sua personalidade. Você quase não cometia erros. O relacionamento de vocês era bem mais fácil. E mesmo que você não esperasse que fosse assim por toda vida, certamente você não o via tão pecador e tão irado com você. Você nunca esperou que este homem ou mulher que prometeu lhe amar, poderia chegar ao ponto de parecer que não lhe ama.

Então, quando esse contraste absoluto se torna realidade de vida, sua reação natural é resisti-lo, Durante os primeiros dias de casamento, você deve ter sido mais inclinado a ouvir e fazer mudanças sutis. Mas com o passar dos anos, a desaprovação do seu cônjuge só tende a lhe deixar defensivo. Em lugar de fazer você querer corrigir as coisas, ela lhe fere cada vez mais profundamente.