Você faz toda a diferenca!

sábado, 27 de março de 2010

Panela de ferro, fogareiro a carvao e bifeteira

Imagem Daqui

Saudade nao tem idade!

Me lembro que mamae tinha uma bateria de panelas. Algumas de alumínio e algumas panelas de ferro. Nós tínhamos fogao à gás, mas tínhamos também um fogareiro de carvao no quintal. Ali ela cozinhava na panela de ferro o feijao, pois precisava de muito tempo e ela dizia que assim economizava o gás.
Me lembro que precisávamos ficar abanando o fogareiro até o carvao pegar fogo e ai ela colocava a panela. O quintal ficava com cheiro de feijao cozinhando, com cheiro de folha de louro. E o caldo do feijao? Nossa! Esse ficava grosso e marronzinho. De vez em quando mamae ia lá fora e mexia o feijao com uma colher de pau para nao grudar.
Mamae também tinha uma bifeteira igual a esta. Me lembro dos bifes que ela fazia ali e depois pelo cantinho escorria o molho do bife sobre o arroz e feijao no nosso prato dando um sabor todo especial. Hoje em dia temos a frigideira.
Imaginem o mundo sem panelas? Eles cozinhavam os alimentos em cascos de tartarugas, em ostras, mas isso já era considerado moderno.
E sua mae teve uma panela de ferro? Você se lembra? Ou foi a sua avó?

Me conte!

Atenção: É expressamente proibido a cópia deste texto e imagens sem a autorização prévia do autor.

23 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Sabe que aqui no Japão muitas famílias mantém o costume de cozinhar com panelas de ferro em braseiros? Não fazem toda a refeição, mas alguns pratos especiais. Fica um sabor diferente, eh mais gostoso né.

Eu tenho saudade do feijão que minha avó fazia assim, como sua mãe fazia.
E no sítio da família a gente só usava fogão a lenha... é diferente, é mais gostoso, eu acho.

Adorei seu post.
Bjos bom domingo p vc e família, fiquem com Deus

Chica disse...

E que gostinho!!!òtima lembrança!beijos lindo fim de semana,chica

Camille disse...

Oi Georgia,
Sua mae devia ser uma coziheira de mão cheia. Que delicia.
Um beijo e otimo final de semana,
Cam

Albuq disse...

Georgia só você mesmo!
Seus textos prá mim são perfeitos, me vejo a cada situação!
Minha mãe teve sim essa panela e fogão de lenha, e confesso que até hoje não entendo qual o segredo desta panela e do fogão, porque o sabor é único, nenhum fogão a gás traz aquele sabor de volta!

Inclusive no meio disso tudo, ainda tinha a grelha que assava pão no fogão de lenha, lembra do gostinho daquele queimadinho no pão? affffffffffffff que saudades!
bjs e ótimo final de semana!

Gisley Scott disse...

Viva as panelas, principalmente as de alumínio :)!!!!

Cris Caetano disse...

Que delícia! Adoro panelas...rsrs

E minha mãe já teve essa que eu não imaginava que levava o nome de bifeteira. Adorei. Nós ainda temos fogagueiros, mas são de barro e usávamos pra assar as sardinhas e os pimentões na noite de S. João, no Porto. :)

Beijos

Jens disse...

Oi Georgia.
Eu vivi o tempo da panela de ferro e do fogareiro de carvão. Tempo bom.

Beijo e ótimo findi.

Tucha disse...

Minha mãe é a rainha das panela, todas as que tenho foram presenteadas por ela, na tentativa de me tornar um boa cozinheira. Uma delas é de ferro parecida com estas.

Anny disse...

Geórgia:
Você vai dar risadas...mas eu tenho panela de ferro. Faço minha geléia de pimenta nela e recomendo.

Um bom fim de semana!
Beijos.
Anny.

Anunciação disse...

Tinha fogareiro e panela de ferro;e a comida que mamãe fazia neles era mais gostosa;não faço a mínima idéia do motivo mas que ficava,ficava mesmo.

Sonia Schmorantz disse...

Quero ser o teu amigo. Nem demais e nem de menos. 
Nem tão longe e nem tão perto. 
Na medida mais precisa que eu puder. 
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida, 
Da maneira mais discreta que eu souber. 
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar. 
Sem forçar tua vontade. 
Sem falar, quando for hora de calar. 
E sem calar, quando for hora de falar. 
Nem ausente, nem presente por demais. 
Simplesmente, calmamente, ser-te paz. 
É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender! 
E por isso eu te suplico paciência. 
Vou encher este teu rosto de lembranças, 
Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias...
Fernando Pessoa

Um domingo de paz e amor junto aos seus!
abraço

Diego Borges disse...

Aqui era só o que tinha era panela de Ferro , dava um trabalho doido pra ariar na minha época de escravo do lar kkkkkkkkkkkkk. Hoje tem umas ainda , as remanescentes. Nos tínhamos também um fogareiro feito de barro cozido com lata de Tinta do qual não lembro que fim teve mas meu irmão sabe fazer um na maior facilidade do mundo pois diferente de mim bicho da cidade ele foi criado na roça como o resto da minha família e tem as habilidades de quem vive la.
Graças a Deus inventaram o Teflon se não hoje eu ja estava sem braço kkkkkkkkkkkkk
Amei sua postagem , muito legal !!
um abraço e um excelente domingo pra vc !!!!!!!!

Celia disse...

Saudades desse tempo. Nao, nós nao tinhamos panelas de ferro. Eramos muito pobre qdo eu era crianca. Tinhamos panelas de barro mesmo, e umas de aluminio. Cozinhar feijao na panela de barro, ficava um gostinho ótimo.
Uma boa semana. Bj

Bergilde Croce disse...

Vejo sempre as panelas diferentes e antigas que minha sogra trouxe do Egito tanto tempo atrás e ainda hoje cozinham bem,e confirmo o dito de que panela velha é que faz comida boa!Lá em casa(CE,Brasil) a feijoada era feita todos ou quase todos os domingos no panelão de ferro,como esse da foto,belas e saudosas lembranças!Da Itália,Bergilde

Iza disse...

Oi!
No fogareiro de carvão, quando pequenos, eu e meus irmãos aqueciamos mãos e pés no inverno.

Lá no sítio tem uma panela de ferro que faz um carreteiro que é uma delícia.

Beijos!

Allan Robert P. J. disse...

Na última casa da minha avó tinha fogão a gás que nós usávamos quando íamos visitá-la. Ela cozinhava mesmo era no fogão a lenha e só em panelas de ferro. O ferro de passar também era a brasa, apesar de ter eletricidade. O sabor da comida muda com a panela de ferro e morro de saudade de um prato chamado "azul marinho", à base de peixe e banana verde com casca, cozido em panela de ferro para dar a cor azul. Hum...!

:)

Sonia H disse...

Nossa, que gostoso, Georgia,
Eu não lembro de ter vivenciado algo assim.
Boa semana para vocês,
Beijos,

Jota Sena disse...

Olá Georgia bom dia!

Georgia, que saudades que senti agora. Ao relembrar dos tempos em que minha mãe, preparava na panela de ferro, aquela saborosa e bem temperada carne de músculo ou a famosa galinha caipira… Que delicia que era.
Parabéns por esta postagem. Você tem o dom… De remexer com as nossas lembranças, que estão ou pouco abandonadas nas prateleiras, da estante de nossa memória.


Um abraço e até +.

Gisa disse...

huummmm que saudade que deu agora florzinha !! panela da vovó, fogão a lenha !! minha infancia foi ropdeada dessas maravilhas.

... ótima postagem, voltei aos tempos de menina rs

bjsss

Aninha Pontes disse...

Geórgia querida:
Tivemos na minha casa, muitas panelas de ferro.
Já era bem grandinha, uando minha mãe ganhou seu primeiro fogão à gas.
Tudo era feito no fogão à lenha.
Hoje não tenho mais panelas de ferro, são caríssimas, mas tenho o fogão à lenha, e essa semana fiz lá um feijão com costelinha e folhas de louro.
O cheiro do feijão cozinhando vai longe.
Hoje vou fazer uma goiabada cascão, lá no meu fogão.
O Bem já providenciou a lenha.
Lindo post.
Beijos.
Ah! Tenho uma chapa dessas aí, para fritar o bife.

Dalva disse...

Olha, até hoje tenho uma panela de ferro que era da minha mãe... não consegui me desfazer dela! Nada melhor para fazer o feijão, pois não gosto das panelas de pressão. E quanto a biferia, hoje tenho uma de teflon... mais prática e muito funcional!

Bjs.

Lunna Guedes disse...

Eu tenho várias panelas de ferro aqui em casa, gosto de usá-las embora não goste do peso que elas tem, mas não há como negar que elas interferem diretamente no sabor.
hahahahaha, fiquei me sentindo uma anciã agora. kkk
Bacio carissima

Anônimo disse...

Oi Georgia, adorei seu blog. Também sou fã de panelas de ferro, recentemente comprei algumas no site www.apaneladeferro.com.br e aqui em casa não tem problema de anemia. Deixo a dica e os parabéns pelo Blog.

bjos
ANAMARA