Você faz toda a diferenca!

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Salzburgo e Viena

Para quem não leu estivemos por uma semana fazendo férias nas montanhas na Baviera.
De lá esticamos até a cidade de Salzburgo na Áustria e também até Viena.
De Viena estávamos a uma distância de 320 km. O esposo quase desistiu mas prometi-lhe que dirigiria toda a volta.
O que falar de Salzburgo? Passear a pé pelas antigas ruas medievais desta linda cidade, é um verdadeiro sonho, viu Elena. Você vai ficar enlouquecida. Tudo aqui cheira a Mozart. E que cheiro bom!

A cidade é aconchegante, cheia de passagens e becos com suas heras trepadeiras, isso a faz ser especial e linda. À margem esquerda do rio Salzach, assemelha-se a uma pequena viagem no tempo e eu viajei mesmo. Os edifícios da Idade Média e dos períodos do renascimento e barroco, que conservam o grande estilo da época. Salzburgo é um perfeito exemplo de uma cidade que se "recusou a crescer em demasia," que soube resistir à tentação dos arranha-céus, e mais recentemente, dos centros comerciais de mal gosto. Isto não quer dizer que tenha parado no tempo ou virado as costas ao progresso, nada disso. Muito pelo contrário. Optou claramente pela recuperação e manutenção do seu centro histórico. A cidade cheira à cultura e a boa música.
A cidade onde Mozart nasceu, é assim chamada e reconhecida por todos. Você pode entrar sem precisar pagar em sua casa. Ali é um museu e logo à baixo você pode tomar um delicioso sorvete. No verão acontece o Festival de Música, os ingressos uma dificuldade em se conseguir, pois chegam turistas de todas as partes do mundo. Em quase todas as ruas da cidade você encontra alguém tocando algum instrumento. Nas vias para os mosteiros há estudantes de músicas tocando "A flauta Mágica". Visitamos também o Castelo Mirabel e seus jardins. Simplesmente fascinante.
Viena: Schlossschönbrunn

Sonia, você iria chorar de ver este monumento e pensar que a nossa Imperatriz Leopoldina deixou tudo isso para viver no Brasil... coisas do coração não se pode explicar... O que nãoprá explicar é a falta de uma foto dela em uma das paredes do castelo. Exatamente como você disse, afinal ela nasceu ali. O castelo conta a história da "Sissi", que só vivia fazendo férias em outros lugares para fugir da presenca do marido.
Castelo Schönbrunn em Viena. Aqui nasceu a Imperatriz Leopoldina. Deixando este lindo castelo para viver no Brasil. (O maridao e eu)
O Marquês de Marialva foi enviado a Viena para negociar o casamento e trazer Leopoldina, ela contava entao com 20 anos. Depois de uma longa negociação, o casamento foi realizado por procuração, sem a presença do noivo. Ela recebeu um medalhão com a imagem de Pedro, preso a um colar de diamantes de primeira água, e achou o noivo lindo. Em carta à irmã Maria Luísa, chegou a compará-lo a Adonis, confessando que já tinha olhado para a imagem mais de mil vezes.
Foto do castelo atrás. Tao lindo quanto a frente.

Ainda no castelo bem no alto da montanha foi construído o Gloriette. Monumento comemorativo para o exército imperial.
Aqui a fonte de Neptuno. Lindo demais!!! (Christian com as criancas na fonte: Daniel e Viviane)
Foi por ter lido este livro aqui da Sonia Sant'Anna, que me despertou a curiosidade de visitar Viena. Obrigada Sonia. E quem ainda não o leu , deve fazê-lo. É bom demais da conta. mesmo na maior cara de pau fazendo propaganda, pois acho que temos que valorizar quem escreve a nossa história, vamos valorizar os autores e autoras nacionais.
Atenção: É expressamente proibido a cópia deste texto e imagens sem a autorização prévia do autor

2 comentários:

Eduardo P.L disse...

Georgia,

que lindo e completo post! Será fonte de informações para mim. Pois é, não vimos essa área do Palácio. Uma pena! Ou um motivo para voltar!

Bjs

Gaspar de Jesus disse...

Cara GEORGIA
Lindas as suas imagens da Austria!
Quando por lá andei em serviço não tive como me ausentar de Viena...
mesmo assim fiquei deslumbrado!
Bem interessante o que nos conta desse ícone da juventude do meu tempo... quanttos de nós não tiveram essa deusa como heroína dos nossos sonhos...!
A "artimanha" que ela usava para fugir do marido, pressupõe que apesar de bela não era feliz.
Felicidade essa, que, está bem patente nesse casal nota 20 (como dizem os brasileiros) e seus dois filhotes.
Beijinhos
G.J.