Você faz toda a diferenca!

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Eu quero um Bodyguard

Imagem DAQUI

- Mamae eu quero um Bodyguard.
- E por que você quer um Bodyguard, Viviane?
- Porque todas as meninas na escola têm agora um Bodyguard e eu nao consegui mais nenhum prá mim.
- E quem tem um Bodyguard das suas amigas?
- A Samira pegou o Emilio, a Lina pegou o Jonas, etc, etc e tal.
E ai eu nao tenho mais ninguém. Quero um.
- E o que faz o Emilio e os outros meninos sendo um Bodyguard?
- Eles fazem tudo o que elas querem. Elas querem água, eles pegam, elas querem um pedaco do que eles levam para o lanche e eles têm que dar, eles isso elas aquilo...

E eu me acabando de rir na cozinha com o papo dela.

- Enfim Viviane, você quer um homenzinho bobo para você fazer de boneco.
- Nao mae, um Bodyguard.
- Vivi, veja bem, um garoto que faz tudo isso para uma menina é um chato e logo ele vai perceber isso e nao vai mais querer este tipo de brincadeira.

Dois dias mais tarde ela veio me contar que todos os meninos nao queriam mais brincar de Bodyguard. Ufa!!!

15 comentários:

✿ chica disse...

rsssssssss...Ela é demais! Te prepara que ela é muito espertinha,rs ADOREI e ainda bem os meninos cansaram da brincadeira! rs

Pergunta pra ela o que acharia de ver o Daniel de Bodyguard de uma menina,rs

beijos,chica

João Menéres disse...

Bem observado, CHICA !

Um beijo para a GEORGIA, outro para a VIVIANE e outro para a CHICA.

Milena F. disse...

Acredito que esse tipo de conversa que você teve com a sua filha é muito importante para a formação do carater deles. Infelizmente a maioria das relações pais-filhos não abrange esse tipo de diálogo.

Sonia disse...

Ainda bem que brincadeira acabou logo.

Bel disse...

Eu achei que era um "namoradinho"... mas se é pra brincar de guarda-costas, deve ser um saco mesmo pros meninos! Da mesma maneira que brincar de empregadinha deve ser um saco pras meninas! Precisamos ensinar aos nossos filhos que relações só "prestam" quando são prazerosas para as duas partes, sem explorações!
Beijo, querida, saudade...

Pedrita disse...

crianças são sempre impossíveis. beijos, pedrita

Claudia Kazete disse...

Hahahahah! Eu acho que esta brincadeira ainda não chegou aqui no Brasil, não rsrsrsrs.
Pelo menos meus filhos ainda não me contaram que estão sendo Bodyguard de alguém... :)

Adorei o post! :)

Beijos grandes

Li Ferreira Nhan disse...

Também não conhecia esse tal ”bodyguard". A bem da verdade nao tenho muito contato com a turminha dessa idade. Mas, olha, nem imaginava que pudesse existir isso. rsrsrsrs... Gostei muito do post, vc " tirou de letra" Georgia!
Beijos!

Ana Gaspar disse...

Essa Vivi... rs
beijokas

Elvira Carvalho disse...

As crianças têm cada uma!
Um abraço e bom fim de semana

Bergilde disse...

Bom dia Georgia!
Que maravilha de conversa com a sua filha e como o diálogo mais do que nunca é a chave para a melhor educação das nossas crianças.Saber reconhecer o valor do outro sem querer fazer dele um 'servo' nem tampouco o contrário.
Abraços pra vocês e um fim de semana especial também!

Allan Robert P. J. disse...

Menino alemão é tão bobinho...!

:D

Bárbara Ever disse...

Ah que otimo. Agora o nome é Bodyguard!!! Minha filha anda cheia de bodyguards agora na escola, cresceu muito e continua crescendo, esta maior que eu. Espera essa fase chegar, nao sei se voce vai achar muita graça, hehehehehe. Mas elas ficam encantadas de começarem a fazer sucesso.
Mas olha, a Viviane está certissima, tb quero um bodyguard!!! Bjos e boa semana!!!( nao consegui tirar o Barbar ainda. Era para um blog "Prefere Chapinha?" para isso servia a Barbara.
Camille ( cameliadepedra.blospot.com)

Tucha disse...

Coisas de adolescente.Aprendendo a conviver com meninos e a lidar com eles. Ás vezes sonhamos com a facilidade do boryguard, mas de repente descobrimos que é chato, né.

Malú Holzmüller disse...

Aqui em casa tb de vez em quando a filhota chega com certas idéias,que tenho que me controlar para nao rir na hora.Bjs.
Malú