Você faz toda a diferenca!

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Endereco perdido e sem baloes coloridos

 Foto do aniversario do Daniel de 7 anos

A Viviane  é a Protetora de um menino chamado Alex que acabou de entrar para a escola. Cada crianca da 3. e  4. Série recebeu um novo aluno para proteger, para estar com ele na hora da pausa, para acompanhá-lo em alguma dificuldade. E ele tem aniversario hoje e a convidou. Mas na hora de colocar o endereco na navegacao do carro, cadê o convite da festa?

Perguntei a ela se alguém da sala dela foi também convidada e ela me disse que nao.
Fazendo um esforco de memória me lembrei do nome da rua e tinha uma ligeira empressao que o número da casa era 23 e nos enfiamos no carro rumo a bendita rua e ela toda desesperada com o presente nas maos quase chorando e falando:
- Mamae e se nao encontrarmos a casa do Alex?
- Nós vamos achar, Vivi. Ao menos sei o nome da rua. Deixa-me ver quantos números tem a rua...45. Ok, com certeza tem baloes de festa pendurados na porta.
- Mae e se ele morar num prédio? nao vai dar para saber e nem ver os baloes coloridos.
- Vivi, por sorte nesta rua nao tem prédios.
- Como você sabe?
- Tenho uma amiga que mora perto.

Chegamos na rua faltando 10 minutos para a festa comecar. Estacionei e pedi a ela para ficar observando. E ai ela viu numa das janelas os baloes coloridos. Gritou empolgada, desceu do carro e foi logo apertando a campainha e nada, nao havia ninguém, nao havia luz. Depois de esperar disse a ela que nao poderia ser a casa do amiguinho. Voltamos para o carro e ela bem tristinha e eu enchendo ela de esperanca.

- Calma, nós vamos conseguir senao vamos tocar de porta em porta. - ela sorriu meio amarelo.

Foi quando eu vi uma senhora vindo com um menino que carregava um presente nas maos. Liguei o carro e me dirigi a eles. A Vivi perguntou se ele ia à festa do Alex e para a felicidade geral da minha filha ele disse que sim. Que o Alex mora no número 27.
Quase acertei gente. Agora pasmem! Nao tinha nenhum balao colorido pendurado na porta e nem na festa. Imaginem vocês o que foi que a Viviane perguntou para a mae do menino? Isso mesmo. Por que na festa nao tinha baloes coloridos...

Atenção: É expressamente proibido a cópia deste texto e imagens sem a autorização prévia do autor.

10 comentários:

✿ chica disse...

As crianças são assim mesmo!!! E nossaq cara,racha,rsrs beijos,chica

Rebeca Cavalcante-Wilkerson disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Essa Vivi é uma linda mesmo!!!
Georgia, que bom q vc n desistiu e deu essa força pra Vivi! :)

Tenho uma pergunta:
O Daniel tem algum cartão postal de Fortaleza? Caso ele n tenha, me avisa que vou pedir pra minha mãe mandar um pra ele!

:***

Pedrita disse...

adorei a história. beijos, pedrita

sonia a. mascaro disse...

A Vivi é uma graça!
Que bom que deu tudo certo, mesmo sem balões coloridos.
Bjs.

Sandra disse...

hahahaha... isso ficou parecendo uma pegadinha :-). Curiosidade infantil ninguém segura e a Viviane foi direto ao ponto, rs.. Bom final de semana pra vocês!!

Anunciação disse...

Linda Vivi;e que mãe ela tem!

Allan Robert P. J. disse...

Já perdi casamentos, festas de aniversários e algumas comemorações. E endereços, é claro!

:D

Maman B... et ses petites crapules disse...

G. ja aconteceu a mesma coisa comigo! Mas nao achava nem a rua. entao fui ate a prefeitura, disse o nome do menino e conseguimos o end. ( mas nessa tinha balao na porta ! ) A qui em casa fazia arco de baloes na porta e dentro tb e no final da festa todos tinhamos que estourar -los com a bunda. Como nossas festas sempre tem baloes é mas que natural nossas rianças sentirem falta, festa sem colorido, nao tem graça !!!bjs.

Lu Guedes disse...

Hummmm, esse fato real dá o que imaginar. Ainda mais essa casa as escuras com balões na porta. Minha imaginação já deu um salto aqui. hehehehe


bacio

Lúcia Soares disse...

A Viviane está certa, se queria saber, o jeito era perguntar...rsrs
Como vc é mãe zelosa, bom que se lembrou do nome da rua, senão não teria como ir à festa, o que seria uma tristeza para a Vivi.
Beijo!