Você faz toda a diferenca!

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Tenha cuidado com o que diz



Deus nos deu uma língua de valor, mas  a temos usado para destruir vidas.
A nossa língua é um instrumento cortante que podemos usá-la tanto para encorajar como para desencorajar. Eu já a usei muitas vezes de maneira errada.
Já usei a minha língua para criticar e rebaixar pessoas que hoje me sinto envergonhada.

Rir dos outros, trocar de alguém, criticar com duras palavras, usar de ironia e sarcasmo com as pessoas com quem lidamos no dia a dia, destruir a alto estima de alguém. Muitas das vezes nos sentimos superiores as outras pessoas. 
Nao sei o que te levou a pensar que você poderia ser mais esperta que os outros. Foi essa a pergunta que eu me fiz ao longo do meu caminho.

Hoje em dia aprendi a deixar o dominio da minha língua nas maos de Deus e confesso que ele tem feito maravilhas na minha vida e na vida das outras pessoas que convivem comigo.
A Biblia fala que: " Deus nos deu uma língua de valor, para que eu saiba dizer no tempo certo uma boa palavra para aqueles que estao cansados."

Você está assustado com isso que Deus colocou na Bíblia?
Vai lá, pegue a sua Biblia e leia em Isaías 50:4

Uma boa semana para todos nós é o desejo do meu coracao.

Atenção: É expressamente proibido a cópia deste texto e imagens sem a autorização prévia do autor.

10 comentários:

Bergilde disse...

É uma grande verdade Georgia que as palavras têm poder.Poder que pode comunicar o bem,alegria ou mesmo a dor,mas se mal usada pode se tornar como uma serpente venenosa e ferir como diz um ditado popular mais que um punhal.Bom esse alerta para não nos esquecermos dos ensinamentos sagrados.Bom dia outra vez!
*Corrijo o termo usado no comentário anterior- vendemmia significa colheita de uvas.

João Menéres disse...

Eu tenho o coração muito perto da língua, GEORGIA.
Como foi Deus que também mo deu...
Procuro ter sensatez e usar de justiça nas minhas palavras.
Por princípio, sou delicado e bem humorado.
Às vezes, não consigo...

Um beijo.

João Menéres disse...

BERGILDE

Aqui, é VINDIMA.


Um beijo.

Roseli Pedroso disse...

Oi Georgia,
Esse é sem dúvida um dos mais difíceis aprendizados para todos. Eu mesma já fui bem terrrível com minha língua e o uso das palavras. Hoje procuro pensar antes de falar mas ainda assim, muitas vezes enfiamos os pés pelas mãos e fazemos besteira. O importante é não desistir de continuar tentando melhorar.
Bjs

elvira carvalho disse...

É amiga. As palavras teem um poder incrível. Elas podem matar ou salvar uma pessoa. A minha avó sempre dizia que quando a palavra sai da boca é como uma pedra lançada ao ar. Nunca se sabe onde e como cai.
Um abraço e uma bos semana

Allan Robert P. J. disse...

Sou diplomático, zen. Tenho muita parcimônia com as palavras ditas, quando sérias. E tenho me dado bem assim.

:)

Ana Gaspar disse...

ë amiga... dificil nos atentar sempre a isso, mas é a verdade... muitas vezes falamos mais do que devíamos...
beijos flor...

Lulu disse...

A língua que pode elogiar, pode também ferir e na maioria das vezes quando falamos mal de alguém é porque esse alguém possui alguma característica que a gente tem e detesta em nós mesmos.
Big Beijos

Lúcia Soares disse...

Melhor ser bom ouvinte que falante, né? Estou me aperfeiçoando. Bj

Jota Sena disse...

Boa noite Georgia!

Desde menino, aprendi que palavras depois de serem proclamadas não tem mais volta... por isto, devemos ter cuidado com o que falamos.

Uma otima semana junto aos seus.

Abraços Jota.