Você faz toda a diferenca!

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Bicicletas no caminho



Lembram do post Meias e roupas pelo avesso? Senao, clique em cima do tema para ler o post.
Usei da mesma tática com a bicicleta do Daniel.
Ele tinha a mania de estacionar a bicicleta do lado do meu carro.
A Viviane nao podia entrar ou sair, pois eu tinha primeiro que tirá-la do caminho, estacioná-la mais para frente da garagem onde sempre está vazio.
Primeiro pedi a ele que nao estacionasse mais a bicicleta do lado do meu carro por 2 motivos:
Ela poderia arranhar a pintura e eu precisava tirá-la para que a Viviane entrasse ou saisse. Menino nao fez e mae usou a tática da Acao e Efeito.
Gente, eu descia do carro abria a porta da casa, chamava menino e pedia a ele para retirar a bicicleta. Problema resolvido depois que fiz assim umas 3 vezes.
Nada de grito, nada de xingacao. Somente Acao e Efeito. Funciona que é uma maravilha.

Atenção: É expressamente proibido a cópia deste texto e imagens sem a autorização prévia do autor.

20 comentários:

✿ chica disse...

Funciona sim, mas como nos desgasta,rsrs beijos,chica

Georgia disse...

Chica, é verdade. Nos desgasta, mas funciona.

Bjao

João Menéres disse...

Uso com os meus netos e netas técnicas semelhantes.
Não com as bicicletas que não estão guardadas cá em casa, mas com outras teimosias de uns e outros...

Pedrita disse...

exatamente, foi ele q deixou, ele q tem q tirar. se fazemos no lugar deles, ou eles não lembram ou deixam pra lá. já ouvi muito mãe reclamando e tirando os copos na sala deixados pelos filhos. afe, ai q eu e minha irmã deixássemos copos na sala. e não ia ser a minha mãe q ia tirar, nós íamos ser chamados onde estivéssemos pra tirar os copos. apesar q nem lembro se alguma vez não fizemos. beijos, pedrita

Rubinho Osório disse...

O nome certo desta estratégia é "vencer pelo cansaço", e funciona. A não ser que vc se canse antes...

BIA disse...

Oi Georgia!!!

Uma aula de como uma mãe deve fazer, tem que ter muita paciência, mas só assim para se educar de verdade.
Ah!!! Adoro andar de bicicleta!!!
Tenha uma ótima semana!!!
Bjs
Bia :)

Beth/Lilás disse...

Georgia, querida!
Primeiramente, meus parabéns pelos seus 16 anos de casório!
E você me fez lembrar meu vizinho japonês que sempre fala coisas deste tipo, ação e efeito.
Isso aí!
bjs cariocas

Allan Robert P. J. disse...

As crianças aprendem rápido. E aprendem melhor se não houver gritos, briga ou confronto.
:)

Marcia Caetano disse...

Georgia,
fico meio frustada ao ler isso. Há mais de ano faço a mesma técnica para a minha filha tirar a toalha do chão (ela pode estar assistindo o finalzinho do filme Crepúsculo ou outro que ela ama), ela pára tudo, vem caladinha colocar a toalha no lugar, mas continua deixando a toalha no chão, pelo menos umas três vezes por semana. Idem para o copo de água ao lado do computador, a mochila jogada em frente à porta da entrada e as meias sujas ao lado...Cada criança é um universo, tenho esperanças que um dia ela vai fazer direitinho sem eu precisar falar, que nem seu filho fez após três chamadas.

Vanessa disse...

A gritaria desgasta mais. Acho essa tática melhor, apesar de que , com o meu , aos 4 anos, eu preciso fazer umas 35 vezes antes de dar resultado e as vezes eu não aguento e parto pra ignorancia. Dou um piti e ele fica me olhando como se eu fosse maluca. E eu sou maluca ou não deixaria uma criança pequena me deixar em estado de dar piti. :-P

Georgia, vou escrever hoje sobre a neurose da informação, ideia a partir do seu comentário , depois passa lá para ver.

beijos

Georgia disse...

Márcia, nao desista.

Para chegar a este ponto com o Daniel, levou tempo e eu precisei me policiar de nao ir atrás dele arrumando as coisas.
Uma vez ele ficou sem meias para ir à escola porque ele as jogava embaixo da cama dele. Imagina o cheiro. Eu nao as tirei de lá. Qdo no armario nao tinha mais nenhuma ele levou todas as meias para o cesto de roupa suja.
Como ele conhece a mae que tem e que eu nao vou mesmo fazer, entao é melhor que ele aprenda, senao qdo ele estiver vendo um filme eu vou chegar para retirá-lo de lá para que ele faca a coisa que nao fez.
Parece estranho, mas é assim mesmo. Mae, tem que fazer tudo pelo filho, inclusive a dizer nao, e aprender a nao arrumar a bagunca que filho faz, rs.

Bjao

Lulu on the sky disse...

Georgia não tem nenhum acessório que permita que pendure as bicicletas?
Big Beijos

Georgia disse...

Oi Lulu, temos, mas ele vai para a escola todos os dias de bicicleta e pendurá-la todos os dias é inviável.

Melhor mesmo é estacioná-las no fundo da garagem.

O que ele está fazendo.
Eu só quis compartilhar o post para discutirmos o assunto e saber que é tudo igual no mundo todo, rs.

Bjao menina

Tucha disse...

Muito eficiente... Com eles temos que ser bem objetivos.

Camille disse...

Aqui em casa leva mais de tres dias para a coisa ser assimilada. O que estarei eu fazendo de errado?
Me diga.
Beijos e obrigada,
Cam

Georgia disse...

Cam, 3 dias? Fique feliz.

Aqui em casa levou um mês;

Bjao

Cris Caetano disse...

rsrsrs Claro, né? Deu trabalho a ele! ;)

Mas a maioria das mães não gosta de ter trabalho, e partir pro grito sempre é o caminho que elas acham mais fácil. Canso de presenciar isso aqui na minha rua, que tem uma população imensa de crianças.

Beijão, Ge

Gisley Scott disse...

É isso aí Gê :)!

Funciona sim, não só com criança mas com as outras pessoas tb.Vou com a moça que diz que se alguém está sempre fazendo por eles, eles nunca farão.É verdade.

Bjos

Gaspar de Jesus disse...

Educação é assim mesmo. Autoritária sim, mas sem grande alarido.
Bjs
G.J.

Bergilde disse...

E haja paciência!Eh,eh,ainda tenho muito que aprender,obrigada Georgia pelos sábios conselhos maternos!
Abraço carinhoso,