Você faz toda a diferenca!

sábado, 27 de novembro de 2010

Shazzan teve a culpa



Quando eu tinha mais ou menos 11 anos (a idade do meu filho agora) a nossa televisao quebrou. Papai reclamou que teria que pagar o conserto, a TV teria que ser reparada por um técnico.
No dia seguinte, alguém bateu palmas no portao e perguntou a mim e a minha irma se meus pais estavam em casa. Respondemos que nao e ele disse que era o técnico que tinha vindo ver a TV para consertar. Eu e minha irma pulamos na empolgacao de tanta felicidade! Papai já tinha mandado o técnico para consertar a nossa caixinha de brinquedo preferido. Adorávamos ver Shazzan.
Ele deu uma olhada na TV e disse que nao poderia ser consertada ali em nossa casa que ele teria que levá-la.
-Claro. - respondemos.

O homem colocou a TV sobre os ombros, pediu uma toalha para cobrí-la e nós estamos esperando o conserto dessa TV até hoje.

Imaginem vocês que isso foi em 1972 por ai.
Papai chegou em casa naquele dia e perguntou:
- Criancas onde está a TV?
- Como? Onde está a TV papai??? - perguntei.
- Você nao mandou o técnico vir consertá-la?

Ele disse que nao e logo explodiu conosco, dizendo como nós tínhamos sido tolas em dar a nossa televisao para um estranho. Mamae, que só estava escutando a discussao se intrometeu.

- Como assim Manoel? Quem foi o tolo de comentar na padaria do seu Joaquim que a TV precisava de conserto???

Papai percebeu que ele tinha comentado em alto e bom som o problema que tínhamos.

Entao: Muito cuidado com o que se comenta fora de casa. Há alguém com os ouvidos bem apurados.
* Meus amigos fui ali e volto já.

Atenção: É expressamente proibido a cópia deste texto e imagens sem a autorização prévia do autor.

18 comentários:

Vanessa disse...

Não é a toa que eu não falo nada da minha vida. E olhe , ainda bem que era só um ladrão, que perigo. Beijos

Chica disse...

Todo cuidado é pouco!!!beijos e até a volta!chica

Gisley Scott disse...

Ê lê lê..Fizeram isso na casa dos meus primos quando eles eram pequenos.Levaram o som,rs...A mãe deles quase que morre :P!- mas eles não feriram os meninos- menos mal..Todo cuidado é pouco mesmo,Gê!

ps: amei a nova foto do blog! É vc quem faz as suas próprias fotos para o layout do blog?

Camile disse...

Nossa, levaram a tv na cara de pau? rsrs

Vim conhecer seu blog, adorei os textos!! Voltarei mais vezes.
Abraços! =)

Pedrita disse...

é verdade, temos que ser discretos. beijos, pedrita

Beth/Lilás disse...

É isso aí, amiga, nada de comentários pessoais, isso vale até para quem fala de sua vida alto em telefones celulares nas ruas.
beijinhos cariocas

Anny disse...

Geórgia:
Fiquei chocada com a cara de pau do ladrão. Mas é verdade.
Comentários devem ser pensados e repensados. Seja lá onde for.
Bom fim de semana!
Anny.

Tucha disse...

Um bom exemplo da importancia da privacidade, falar demais dá lugar aos aproveitadores, sejam eles de todo tipo.

Jens disse...

História exemplar, Georgia, no sentido de realçar a importância de preservar a nossa privacidade. Nestes tempos modernos, tal providência se faz necessária especialmente na web (hummm, neste aspecto não sou um exempo a seguir).

Beijo.

Cris Caetano disse...

Ai, que horror... realmente, mas nem tanto ao mar nem tanto à terra, né? Ou a vida fica maçante. O comentário do seu pai não foi nada grave, ele só esqueceu de avisar à vocês que não deviam abrir a porta a desconhecidos a partir do momento que não havia avisado de que alguém apareceria para fazer um conserto. Isso vale até para quem não abre a boca de jeito algum: um telefone que dizem que deu pane e outras coisinhas, porque todo cuidado é pouco.
Acho que a questão é: se não houve um acordo em casa de que alguém vai aparecer então adia-se o assunto, se for verdade, volta outro dia, caso contrário, não há perdas.

Beijos

Lúcia Soares disse...

É Georgia, todo cuidado é pouco!
Mas também acho que o melhor seria você e sua irmã terem ordem expressa para não abrir a porta pra ninguém.
Vai ver que até sabiam disso, mas se empolgaram tanto, e um técnico de TV era esperado mesmo, que foram na confiança. Afinal, eram apenas 2 garotinhas.
Beijo!

Bergilde Croce disse...

Cuidado nunca é demais e dizer a uma criança pra não dar confiança pra nenhum tipo de estranho é essencial-ontem,hoje e sempre!
Abraços e por aqui todo o dia com tanta neve!

Francy´s Oliva disse...

Costumo dizer que as paredes tem ouvidos(rs)
beijos, tenha um bom final de semana.

Camille disse...

Menina que coragem do ladrão hein? Que cara de pau! E que tempo outros... as crianças deixavam um estranho entrar numa boa!!! Como hoje deixam entrar via internet ou telefone, como o exemplo que voce deu outro dia!!!
Beijos e todo cuidado é pouco mesmo. Temos que tomar cuidado com o que dizemos as crianças tb. As vezes elas na maior inocencia, tem auto-falantes. Nao foi o caso ai, o "falante" foi seu pai. Mas podia perfeitamente ter sido voce ou sua irma ne?
Beijos e boa semana!
Cam

Beta disse...

Sou boa ouvinte e boa conselheira porque eu falo muito mas também sou bem atenta às coisas que acontecem, percebo tudinho, assim fica mais fácil. E eu sei ficar quieta tb, mas quando desando é uma parada!!!rs
bj

Mylla Galvão disse...

rsrsrsrs
Pois é... erram os dois... Pais e filhos...
mas de quem foi a culpa? Do Shazan, da Feiticeira e da Jeannie!

bjo

Gaspar de Jesus disse...

Olá GEORGIA
Obrigado pela visita sempre preciosa para mim.
Agora estou sem tempo, mas logo logo, irei ler a entrevista que concedeu à tal revista.
Por agora deixo aqui um grande beijinho para si extensivel aos seus filhotes.
G.J.

João Menéres disse...

Conheço um caso bem mais antigo.
Dessa vez foi o sobretudo que "voou" ...

Um beijo, GEORGIA, e desculpa o atraso (mas eu avisei...).