Você faz toda a diferenca!

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Um aperto de mao diz muita coisa


Aqui em casa quando saimos costumamos dar as maos. Às vezes se estamos os quatro juntos, lá vamos nós todos de maos dadas pela rua. As duas criancas no meio o Christian e eu nas pontas.

Percebi que o Daniel ao dar a mao, ele nao a segura mesmo. Fica uma mao frouxa e ai eu disse a ele:
- Meu filho, quando você segurar a mao de uma garota, moca ou mulher, você precisa segurá-la com firmeza. Nunca se esqueca: Mulheres gostam de maos firmes e quentes. Se você segurar frouxo como você está fazendo agora, o vento passa no meio das duas maos e ai elas nunca estarao quentes.
A mesma coisa quando você estender a mao para cumprimentar alguém. Precisa segurá-la com firmeza, nao como se tivesse nojo de segurar a mao da pessoa.

Num aperto de mao meu filho, podemos dizer quem somos e podemos transmitir aos outros o nosso calor humano.

Hoje quando fomos ao dentista juntos, percebi que ele procurava segurar minha mao com firmeza, embora algumas vezes afrouxou, rs.

E com você, como é? Já faz tempo que nao anda de maos dadas? Que tal comecar hoje?

Bom fim de semana


Atenção: É expressamente proibido a cópia deste texto e imagens sem a autorização prévia do autor.

37 comentários:

João Menéres disse...

Segurar uma mão com firmeza, sem fraquejar.
É como olhar uma pessoa, GEORGIA.
Fitá-la bem.
Olhos nos olhos.
Lida a tua postagem, sem dúvida.
Aqui, no SAIA JUSTA, contigo, nunca se desaprende.

Um beijo.

Celia Rodrigues disse...

Ah, eu adoro andar de mãos dadas! Ás vezes eu eu Nil saímos pra caminhar pelo bairro ou na praia e não conseguimos fazer isso sem dar as mãos. Adoro!

Sonhos & melodias disse...

Oi Georgia!
Belíssimo texto. Sua orientação ao seu filho foi demais! Realmente, segurar a mão de alguém nos dá segurança e transmite muito calor humano. É você expressar da forma mais linda o quanto ama, respeita e protege a outra pessoa. Tudo isso sem dizer uma palavra sequer. Esse gesto é tudo.
Bjs

Eduardo P.L disse...

Georgia, não vou copiar, vou só comentar:

muito bom seu post, e iria dizer exatamente o que o João já escreveu antes de mim: olhar nos olhos de quem se cumprimenta, com mão firme é fundamental para se conhecer uma pessoa! Parabéns por tudo que tem ensinado para seus filhos!

Bjs

*-._.-* Anita *-._.-* disse...

Georgia, obrigaba pela visita...

por acaso vc é a Ge, mãe do daniel,q ue queria aprender a escrever português??? meus vizinhos de cafe mania???

Se for...guria, ando numa correria q nem entrar no cafe direito, to podendo...mas qdo da jogo sim...

Vc quer me entrevistar??? imagina, adoraria e pra mim é uma honra... só preciso de instruções amiga...

ja estou te seguindo e vou levar o link de vcs...adorei o blog... vou ler com tempo...

bjs e obrigada por comentar! ;)

Renata Nogueira disse...

Oi Georgia!
Ando sumida demais, né? O tempo passa tão rápido que quando damos conta já se foi mais um mês. O lado bom é que semana que vem, depois de 3 meses, Ricardo estará voltando pra casa. Amanhã sigo pra SP pra passar o niver de 18 anos dele e domingo ele presta vestibular.
Olha, eu tenho muita agonia quando vou cumprimentar alguém e recebo aquela mão mole. Concordo plenamente com você. Apertos de mãos tem que ser firmes.
Ah!! Por onde anda o lenço pra fotografar???
Beijão
Renata

Ana Tapadas disse...

Eu adoro andar de mão dada!
beijo

Ivana disse...

Georgia, é verdade! Um aperto de mão "desmaiado" é triste! Causa uma péssima primeira impressão. Sempre reparo nisso.
Na minha opinião, pra ficar melhor, além de firme, deve ser seguido de olho no olho. Esse negócio de gente que não olha pra gente enquanto conversa é uó.
Beijos!

Chica disse...

Nós aqui sempre andamos de mãos dadas e sabes, não suporto receber um aperto de mão molengo, apenas encostado.

Fizeste muito bem em alertar teu filho.

Isso é muito importante e passa a primeira boa impressão ou não!beijos,chica

Tucha disse...

Um aperto de mão diz mto, mas as vezes é possível relaxar e segurar mais devagar sem problema... pra ter intensidades às vezes é preciso suavidade.

Pandora disse...

Acho que já comentei por aqui, mas não custa comentar novamente: "Acho linda a forma como vc educa seu filho e sua filha!"

E sim, sempre seguro firme as mãos que me são oferecidas assim como ofereço com firmesa a minha mão a quem quizer aperta-la!

Maria Flor disse...

Eita que esta Nordestina estava com saudade de você...

Saudade da Blogosfera...

Saudade da poesia simples dos teus textos que me echem de verdade e alegria.

Gostei muito deste post, assim como todos os outros....

beijocas,

Flor

Albuq disse...

Oi Georgia,

que texto lindo. Apertar a mão de alguém e sentir a nossa sendo aquecida por outra é mágico, é segurança, é confiança... e concordo com você, no aperto de mão dizemos muito sobre nossas expectativas.

bjssss

Beta disse...

Menina, marido vive reclamando que eu não seguro a mão dele, que eu apenas deixo minha mão lá...rs

a gente nem percebe que faz isso...hahaha


bj

Bergilde Croce disse...

Também caminhamos os 4 de mãos dadas pelas ruas,exceto quando são muito estreitas e temos que nos dividir em duplas,mas sobre o aperto de mãos com firmeza é bem melhor que um fouxinho.Só não deve apertar muito pois pode machucar(rs). Você deu um ótimo exemplo pro seu filho que está ficando um lindíssimo rapaz!
Abraços,Bergilde

Vanessa disse...

Temos um problema, as calçadas do Rio são na maioria estreitas. Então andamos todos juntos quando estamos só na calçada e um dos dois segura a mão do Ernesto quando vem alguém; ele segue protestando, quer dar as mãos para os dois.

bjs

Regina Coeli Carvalho disse...

Olá,
Tenho andado sumida dos comentários, mas minha visita hoje é em prol de um assunto especial. Postei lá no Canteiros o Caso Joanna Marcenal, mais um dos casos de impunidade nesse nosso país.
Conto com a sua ajuda para nos ajudar a divulgar. Se puder traga o selinho para seu blog.
Em breve vamos organizar uma blogagem coletiva.
Conto com você.
Meu abraço.

Cris Caetano disse...

Adorei... me lembrei de meus pais que sempre andaram de mãos dadas na rua, sempre mesmo.

Eu adoro andar de mãos dadas e aprendi desde cedo, como você ensinou ao Daniel, que tinha de ser um aperto firme e me irrita quando vou cumprimentar alguém e recebo um aperto de mão molenga... (eu só não sei se a minha irritação é visível... rsrsrs)

E eu tive um namorado que sentia agonia em andar de mãos dadas (ele era boa pessoa, tadinho, mas um pouco problemático). Mas eu insistia e o pobre se esforçava até quando aguentava... rsrsrs ...mesmo assim foram 3 anos de namoro.

Beijos

Pedrita disse...

linda foto. realmente um aperto de mão firme faz toda a diferença. beijos, pedrita

Mi disse...

sempre andei de maos dadas, tanto com meus pais no brasil (ate hj qdo saio com minha mae)e aqui com o Enrico. o Enno sempre reclama da minha mao mole hehe Mas o engracado, que qdo tem um aperto de maos com uma pessoa estranha,minha mao é bem firme. Ou seja, a minha mao mole é um sinal de me sentir bem/protegida com alguem...mas nao quer dizer que seja assim com estranhos ;) ou seja, a mao mole do seu filho pode ser algo positivo! hehe bjs!

Celia disse...

Kurt e eu sempre andamos de mao dadas. Sinto-me segura com isso. Concordo com vc, o aperto deve ser firme. Bjokas

Carol P disse...

Conheci seu blog atraves do Amarelinha. Adorei o tema e estou ensinando minha a filha a nadar sempre de mao na rua comigo. Adorei o layout do seu blog , poderias me indicar quem fez por favor?

Eu, ΞĐU disse...

Olá, Georgia...
Navegando pela internet, me deparei com seu Blog.
Muito bom mesmo... Parabéns!
Queria só de cumprimentar mesmo pelo trabalho, suas idéias e seu bom gosto...
Estou te seguindo.
Saudações,
EDU (http://edurjedu.blogspot.com)

Allan Robert P. J. disse...

Raramente ando de mão dada. Minhas duas filhas são adolescentes (15 e 18 anos) e com minha esposa andamos ou separados, ou abraçados. Ando abraçado também com as filhas, mas se estou fumando o meu charuto, mantenho uma distância porque sei que é desagradável. Mas, sim, às vezes saímos de mãos dadas. :)

Eliane Pechim disse...

Odeio quando sou apresentada para alguem e a pessoa me da um aperto de mao frouxo. Acho que isso diz muito da personalidade da pessoa (se for adulto). Eu ja fico desconfiada, causa uma pessima impressao na minha opiniao. Beijo

Jucosfer disse...

Segurar a mão é de uma fato uma ótima maneira de transmitir nossa energia para o próximo.

Tida Bolognani disse...

Participe:
http://degustaravida.blogspot.com
Seu blog é super charmoso e amo vir aqui todos os dias. Agora visite o meu, sou sua seguidora faz tempo!
Beijinhos e mais sucesso ainda

Elvira disse...

Você falou muito bem Georgia.
Além disso, um aperto de mão bem dado passa segurança.

Bjs.
Elvira

Ana Filipa Oliveira disse...

Maravilhoso, este pequeno pormenor que faz muita diferenca! Beijos

Maria Lúcia disse...

Oi
Muito legal a sua postagem.
Beijos...
Lúcia

Jota Sena disse...

Olá Geórgia!Que legal este exemplo de comportamento, que estas a passar para o seu menino... Ele jamais esquecera de tuas palavras e por certo,levara para todo o sempre,na lembrança estas imagens de hoje.
Digo isto, porque tenho o habito de andar de mãos dadas com a minha esposa ou de braços entrelasados,porque, eu admirava muito o costume de meus pais, que por onde andavam era assim que eu os via.

Geórgia um bom final de semana a você junto aos teus.

Abraços e até +.

Jota.

Camille disse...

Aprendi com meus pais e ensinei aos meus dois filhos: aperto de mão tem que ser firme, como nos. Nos devemos ser firmes nas idéias, atitudes, na vida. E realmente um aperto de mão diz muito sobre uma pessoa. Esse contato é uma apresentação que começa a esclarecer com quem estamos lidando.
Beijos Georgia, voce estrutura sua familia de um jeito bem bacana.
PARABENS!

Bergilde Croce disse...

Oi Georgia,de novo aqui pra deixar meu abraço bem apertado e te desejar uma feliz semana também.
Da ITA,Bergilde

Gisley Scott disse...

É verdade,Gê.

O aperto de mão pode demonstrar confiança, insegurança, nojo ou até mesmo dá uma impressão que a pessoa não a quer nem cumprimentar. Tb digo isso ao marido:amor, segura a minha mão de com força, bem machão! Ele acha isso fofo, rs!!!

Mas de acocho em acocho, ou afrouxo vai embora, rs!

Bjos

Gaspar de Jesus disse...

GEORGIA
Cá estou de novo neste seu cantinho de afectos.
Fez muito bem em alertar o Daniel para a importância das mãos e da maneira como elas transmitem SENTIMENTOS.
Gostei de ver a fotografia de seu marido e as crianças em Lisboa.
para quando outra foto, mas em Vila Nova de Gaia ?
Beijinhos
G.J.

Lunna Guedes disse...

Eu sempre que ando ao lado do mio amore, fazemos isso de mãos dadas, porque a energia que existe ali é o mesmo que a do olhar, ao menos pra mim. claro.
Bacio carissima

Lúcia Soares disse...

Gosto de apertos de mão firmes e olhos nos olhos, sempre.
Eu e marido andamos de mãos dadas.
Filhos, sempre, mas enquanto eram pequenos. Passa segurança, conforto.
Bj