Você faz toda a diferenca!

sábado, 25 de setembro de 2010

Inducao



Você é daquele tipo de pessoa que quando sai volta com algum frasquinho para o seu filho?
Sim, um frasco com bolinhas coloridas; um frasco com algum líquido pra que ele beba.
Frascos, e mais frascos sempre com alguma coisa que desperte a curiosidde do seu filho para saber o que tem dentro para saber como é o sabor de cada bolinha colorida?

Nao estou falando das balas, nem das jujubas e nem dos confetes. Mas dessas bolinhas tao pequenininhas que mais parecem comprimidos. Fiquei assustada quando estivemos no Brasil e vi um monte dessas mamadeirinhas cheias dessas bolinhas coloridas e as maes comprando em cada camelô e dando para seus filhos.
Será que nao estamos induzinho sem querer os nossos filhos a receber frascos com alguma coisa dentro?
Parece loucura, mas a inducao é o pior caminho para se achar tudo normal.

Pense no que você anda induzindo o seu filho para que mais tarde ele nao vá procurar outros tipos de bolinhas...ou será que eu estou vendo fantasmas?

Bom fim de semana

Atenção: É expressamente proibido a cópia deste texto e imagens sem a autorização prévia do autor.

42 comentários:

Bia disse...

Eu não vi esse tipo de coisa quando estava no Brasil, mas concordo com vc, Ge.

Tem coisas que os pais fazem sem pensar e não percebem ao que estão induzindo os próprios filhos.

João Menéres disse...

Tens toda a razão, GEORGIA!

E colocas muito bem o perigo que tanta coisa, aparentemente inócua, pode representar.
E, atenção..., NADA É POR ACASO!

Um beijo e BFS.

Amanda Luna disse...

eu não conheço essas mamadeiras de bolinhas não... mas de qualquer forma é sempre bom ficar atenta para não induzir as crianças a algo que pode ser perigoso!!
beijuu
www.sermulhereomaximo.com.br

Cadinho RoCo disse...

Melhor prevenir do que remediar.
Cadinho RoCo

Chica disse...

Tens toda razão e elas estã em todos os lugares e mais tarde, talvez se arrependam, pois os filhos acham normal.

Bela observação!

beijos,lindo fds,chica

Pandora disse...

Não sei, até hoje eu sou louca por essas bolinhas coloridas de açucar... meu pai era motorista (se aposentou)e sempre que voltava de viajem trazia doces legais, meus tios também me davam essas bolinhas em mamadeira, em liquidificadorezinhos pequenos, em ferrinhos de passar, em bolinhas de plasticos e eu adorava...

Crianças sabem a diferença entre bolinhas de açucar e bolinhas de drogas e derivativos... a questão é que as vezes a família não é estavel o suficiente para que ela escolha a sanidade em vez da loucura!!!

Camille disse...

Interessante, nao sei nem do que voces estao falando, nunca vi essas bolinhas de especie alguma Conheço confete, essas balas coloridas que se compra em cinema e tal, mas nenhuma vem em mamadeiras ou frsquinhos. De toda maneira, se existem parece grave sim, esquizito Me parece que esse seu questionamento é pertinente sim, estariamos induzindo um filho a topar qualquer tipo de bolinhas coloridas e convidativas. Pode ser. E comprar um troço desses em camelô ai que é perigoso mesmo nao é? Sabe-se la do que trata.
Bjos e bom findi,
Cam

Ivana disse...

Geórgia, eu nunca havia pensado nisso, mas... tens toda a razão!!!
Beijos!

Ivana disse...

Geórgia, eu nunca havia pensado nisso, mas... tens toda a razão!!!
Beijos!

sonia a. mascaro disse...

Georgia,
Eu nunca vi essas mamadeiras com bolinhas coloridas por aqui...
Penso que as mães precisam mesmo estar atentas, há tanta coisa sem qualidade nenhuma sendo oferecida às crianças em embalagens sedutoras, coloridas...
Bjs.

Anunciação disse...

Nossa!Nunca havia pensado nisso.Sabe que você pode ter razão?!

Anunciação disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedrita disse...

é a ideia de q o q tem nao é interessante. já ensinamos os filhos q o q ele toma só é interessante se for tapeado. me falaram uma vez se meus pais não tapeavam a comida pra q eu ingerisse verduras ou frutas. não, meus pais nunca tapearam o q é gostoso. o q estava na mesa era o q tinha pra comer. se não queríamos nada, ficávamos com fome. nunca forçaram nada e eu e minha irmã comemos de tudo. qd não queríamos alguma verdura ninguém fazia escarceu. mas não paravam de fazer e nem de deixar se quiséssemos. acabávamos experimentando e claro, nem tudo eu gosto até hj, mas como quase tudo e com gosto. amava pratos q minha mãe fazia, um de espinafre com molho branco e torradas, carne com vagem. pedia sempre pra ela fazer e até hj faço. beijos, pedrita

Eduardo P.L disse...

Georgia,

muito interessante, oportuna e verdadeira suas observações! Muito bom post!

Pela primeira vez temos uma Vítima da Quinta INFELIZ!!!! srsrs A falta de HUMOR das pessoas é coisa grave também!

Bjs

Lunna Guedes disse...

Não sei, mas acho que o meu comentário se perdeu.

Lunna Guedes disse...

Enfim, vamos de novo. Eu acho que hoje em dia está tudo muito radical e as pessoas estão um tanto neuróticas.
Nunca vi essas mamadeiras, mas já vi muitos doces em formato de remédios e coisas do tipo. Não sei até que ponto isso pode influenciar no consume de medicamentos.
Mas comprar em coisas em camelo, por regra, já é um problema. Bacio

Joaninha Bacana disse...

Oi :-)
Eu ganhei esse tipo de mamadeirinha com bolinhas coloridas quando era crianca (nao da minha mae, que cuidava um monte para termos uma alimentacao saudável - mas de tias ou madrinhas) e nunca associei com outra coisa. As bolinhas coloridas, no final, nem sao realmente gostosas: o legal era a embalagem em que elas vinham. Por exemplo, na de mamadeira, que era entao aproveitada para brincar com as bonecas :-)
Beijocas, Angie

Renata de Aragão Lopes disse...

Sim, Geórgia!

Educar é algo tão sério
que exige constantes reflexões.

Um beijo,
Doce de Lira

Tucha disse...

Não conhecia ad bolinas em mamadeiras. Mas acho que a melhor prevenção para as drogas é uma família estruturada, pais atentos, cuidadosos, acompanhando de perto através de um diálogo sempre aberto e verdadeiro.

Cris Caetano disse...

Nunca vi isso por aqui, mas nesse caso, acho que é preocupação a mais, Ge.
Dou-me como exemplo de consumidora de confete, afins e chumbinho da Kopenhagem desde pequena e a mesma coisa pros meus pequenos da família que hoje são adolescentes. É dizer, sempre, para não aceitarem nada de estranhos.

Mas me preocupo ainda com o cigarro, que surge na pré-adolescência, lá pelos 11 anos e serve como instrumento de integração para algum grupinho. E disso, nessa idade para um baseado pode ser (ou não) um pulo. Mas de qualquer maneira é um vício terrível.

Relaxa com as bolinhas coloridas. Beijão

Albuq disse...

Não Georgia, você não está vendo fantasmas, e muita gente vai ficar mais atenta te lendo.
Acredito que muita coisa poderia ser evitada com alguma atitude dos pais.

bjs

Albuq disse...

Não Georgia, você não está vendo fantasmas, e muita gente vai ficar mais atenta te lendo.
Acredito que muita coisa poderia ser evitada com alguma atitude dos pais.

bjs

Bergilde Croce disse...

Georgia,outro dia no supermercado o Fran viu na prateleira uma confecção bem vistosa dessas caramelas coloridas e me perguntou o que eram(...)Só foi eu dizer que eram 'medicine cative'(remédios ruins) ele se afastou e não quis mais saber(...)Quem estava perto riu da cena.Penso que no nosso caso eu não dei a melhor resposta,mas pra evitar que ele insistisse, foi o que disse no momento.A sua preocupação é a minha,pois tudo atualmente tem se banalizado,e para mim como mãe é melhor prevenir que ter que remediar mais tarde...
Abraço grande e feliz inicio de semana!

Sonhos & melodias disse...

Sabe Georgia o problema ao meu ver, não são essas tais bolinhas na mamadeira e sim, a falta de bom senso de pais e mães que por comodidade e falta de interesse preferem dar isso a ensinar de fato uma alimentação saudável a seus filhos. Além do mais, instiga cada vez mais o consumo desregrado. Além de que, vamos combinar, comprar coisas de se comer em camelôs, francamente!
Bjs

Ana Tapadas disse...

Interessante, mesmo.
Beijo e boa semana

Allan Robert P. J. disse...

Confesso que ultimamente tenho induzido minhas filhas a estudarem com regularidade e horário, para que lhes sobre tempo para se divertir e aproveitar a vida. Instruídas e educadas para evitar cair em armadilhas elas estão, agora é esperar que tudo dê certo. :)

Jota Sena disse...

Olá Georgia!

Georgia, o que aqui você relatou, é uma verdade, porque realmente sem ter intenção, estes pais acabam por induzir os filhos a se interesar por qualquer coisa que lhes oferecerem, por acharem atraentes. E é neste momento que a coisa se torna perigosa.

Uma boa semana a você.

Uma abraço e até +.

Sandra disse...

É tudo nos preocupa. Quando eles são pequenos uma preocupação. Depois de Grandes outras.
Um bom texto para nos prevenir.

amei a sua vinda na minha festa de aniver. Fiquei super feliz, amiga.
Carinhosamente,
Sandra

AMIGOS SÃO COMO PRESENTES..
É SEMPRE UM GRANDE PRAZER EM RECEBÊ-LOS.
Amizade

A verdadeira amizade é uma pérola
de valor inestimável.

Cultive a amizade.
Corresponda às gentilezas.
Não se encolha.
Nem se afaste dos outros.
Aproxime-se.
Há muito de amor trancado em você.
Procure ser o amigo das horas difíceis.
Dê demonstrações de sua amizade,
mas não espere ser correspondido(a).
Compreenda que nem todos
são como você.
Tolere as faltas dos seus amigos.

Tenha amizade pura e desinteressada.
Não deixe que o tempo a consuma.

Não pode ser amigo,
quem não AMA INCONDICIONALMENTE.

Texto do Livro
Gotas de Esperança de
Lourival Lopes

Anny disse...

Geórgia:
Acho que você tem razão. Devemos ter cuidado com o que oferecemos aos nossos filhos. Querendo ou não, somos seus exemplos.

Boa semana.
Beios.
Anny

Gisa disse...

Geo querida, que saudades !! obrigada pelo carinho passando sempre pelo meu cantinho nesse período de "férias" rs.

Então... não vi nenhuma dessas mamadeiras por aqui, também não costumo comprar "porcarias" pra turminha daqui de casa. Não parei pra pensar muito nessa questão, imagino que mãe que levam essas coisas pra casa é na inocência de fazer a alegria da criançada...

Bjão e boa semana.

Celia disse...

Eu nunca vi essas manadeiras com bolinhas, mas vc pode está certa, pode induzir a coisas mais sérias no futuro. Boa semana. Bj

Beta disse...

MEnina, nunca vi isso por aqui nao. Mas acho q vc está coberta de razão.

Bj

Beth/Lilás disse...

Georgia, querida!
Eu nunca pensei sob este aspecto, mas podes ter razão. Entretanto, este tipo de balas, guloseimas nunca comprei para meu filhote, acho que é por isso que ele não come doces de jeito nenhum.
bjs cariocas

Renata C., UMA ESPOSA EXPATRIADA disse...

Georgia... engraçado... eu acho que já tinha vindo aqui antes... vc até estava nos meus favoritos... vc mudou a cara do BLOG? Ah...
Bem... sobre seu POST... sabe o que ando percebendo? Quando a gente fica fora do Brasil por um tempo... depois volta... especialmente quando é só para visitar a gente fica ´´barbarizada´´ com um montao de coisas que as pessoas por lá acham ´´normal´´, banalizam ou ´´já se acostumaram´´... é uma lástima...
Ademais... além de não comprar coisas de camelo com ´´origem duvidosa´´, também não compro bala pros meus filhos (tenho 3). Eles nem ligam!
E... quanto a sua visitinha lá no ´´UMA ESPOSA EXPATRIADA´´´... obrigada! Quem sabe vc pode nos conceder um POST para ser publicaddo por lá, contando sua historia (ao que parece) tb de esposa expatriada? Que tal?

Ah! Só mais uma coisinha (af! como falo!):
Georgia!
Eu sei que tem muita informação por lá! rsrsrsr! Que até passam desapercebidas!!!! Mas a temperatura (e hora e dia locais) estão lá, logo no comecinho à direita... onde logo a seguir se ve a hora, dia e temperatura no Brasil tb. No BLOG ´´anexo´´ DICAS DO MARIDÃO´´ tb aparece data e hora locais mais a temperatura! E lá ainda tem a COTAÇÃO DO DINHEIRO DA TAILANDIA (TBH) e um Conversor para outras moedas! Ufa!
Quer mais?
Tem uma página tb no topo, destacada, que chama ´´Só Tailandia´´ com todos os POSTS que já fizemos sobre o assunto!
Mas aqui tem muuuuiiito mais! Fique com a gente por lá eu esteri por aqui... combiando? E, mais uma vez, obrigada pela visita!

Renata C., UMA ESPOSA EXPATRIADA disse...

Sabes? Para eu ir ver o ´´povo´´ no Brasil, vou com 3 crianças pequenas numa viagem que dura - de porta a porta quase 36 horas! Entre ir ao Aeroporto de Bangkok, parar na Europa... continuar ate o Brasil... hummm!
mas... por pior que seja... acaba valendo a pena!

Corre pra cá... Voa! É tão rapido 8, 9 horas! VENHA! VC (nem o maridao) VAI SE ARREPENDER!!!!
Meu abraço!

Dalva disse...

Georgia,

sempre achei essas bolinhas meio suspeitas... existe tanta coisa mais saúdável para se oferecer a uma criança, não é mesmo? Falta mesmo um certo critério nas escolhas.
Bjs.

Nana disse...

Crianca aprende cada coisa ne?! Bjs e fik com Deus.

Aninha Pontes disse...

Nunca pensei nisso, mas com criança, tudo tem que ser muito bem pensado.
As vezes pecamos também por querer agradar.
Um beijo

Sonia disse...

Nunca vi essas mamadeiras com bolinhas.

Celia Rodrigues disse...

Oi Geórgia! Nunca vi esses fracos... Mas também não tenho muita proximidade com coisas relacionadas ao público infantil, rs, talvez seja por isso. Mas concordo que os pais deveriam observar melhor naquilo que oferecem aos filhos. Isso pode evitar muitos problemas no futuro.
Abraço!

Celia Rodrigues disse...

Você está lendo Clarice na Cabeceira? Que máximo! Acabei de lê-lo outro dia. Uma delícia!

Vanessa disse...

Menina, eu nunca vi este tipo de coisa por aqui. Pode ser pq eu não costumo dar muitos doces ou pq eu não costumo comprar nada em camelô mas seu alerta faz sentido.

bjs