Você faz toda a diferenca!

segunda-feira, 14 de junho de 2010

A palavra certa acalma o furor


Estávamos com visita do Brasil aqui em casa para este fim de semana. É a segunda vez que a Míriam a mae da Flávia vem aqui em casa. A Flávia e eu temos juntas o blog O que elas estao lendo.
Ela dessa vez veio com o namorado holandês. Adoramos estar com eles e passamos dias agradáveis por aqui.
Eles nao sao chegados a uma carne e como queríamos fazer um churrasco pensei em peixe.
Christian quase caiu duro, pois nunca fizemos um churrasco de peixes. Temperei tudo com as ervas do nosso jardim e o cheiro estava delicioso.
Mas Christian foi ficando nervoso a medida que a coisa ia demorando. Todo estressado típico do alemao porque já estávamos à mesa comendo as saladas, pois fiz 4 tipos diferente e nada do peixe ficar pronto.
Por um momento estávamos juntos virando o peixe e ele suava e bufava. Eu percebendo que ele faltava pouco para explodir e com isso poderia estragar toda a noite, eu disse:

- Amor, preciso do seu apoio para que o peixe dê certo. Eu também nao sabia que ia demorar mais que o necessário. Mas preciso que você me apoie.

As palavras pareceram mágicas. Ele se acalmou, sentou, conversou, ofereceu mais cerveja, e quando se tocou o peixe estava pronto e digo a vocês que ficou delicioso. Nossa noite foi salva, ao invés de estragá-la.
Estou aprendendo a me acalmar e nao a colocar mais óleo no fogo quando estou numa situacao difícil.
Gostei do aprendizado, foi realmente fantástico!

Atenção: É expressamente proibido a cópia deste texto e imagens sem a autorização prévia do autor.

38 comentários:

Chica disse...

Que bom e temos mesmo que ter controle sob nossas emoções, senão, muitas vezes, só estragamos tudo! Que bom que TUDO deu certo!beijos,chica

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Vc foi mto sábia! Imagine se vc tivesse começado a brigar com seu marido. O clima ia ficar chato, pesado. E nem o delicioso peixe daria um jeito.
São pequenas atitudes q transformam o mundo, de verdade!

Bjs e boa semana pra vcs

Gisa disse...

Legal demais Geo, engraçado como estamos aprendendo a cada dia lidar com o outro. Podemos morar anos juntos e ainda assim será pouco não é ? rs

Parabéns por mais um leão vencido rsrsrs ;p

Camille disse...

Que bacana, tenho muito que aprender com voce. Eu colocava mais lenha na fogueira, principalmente se tivesse tpm.
Bjos,
Cam

Gisley Scott disse...

Eu já presenciei os 2 lados da moeda, Gê - eu ainda acho que ser sábia no falar pode muito em seus efeitos.Pq gastar tempo com palavras que tem uma raiz emocional, quando sabemos que as emoções são instáveis,não é mesmo? Elas vão e vem e deixam uma erosão na relação que causa distanciamento e frieza.

Que Deus continue te usando poderosamente!

Bjos!

Sonhos & melodias disse...

Oi Georgia,
É muito bom quando percebemos o quanto estamos evoluindo deixando de reproduzir atitudes que antes só nos prejudicavam. Parabéns pela sua delicadeza e atitude sábia com seu marido.
Bjs

Mylla Galvão disse...

Eu tenho uma dica para vcs dois:
Estou lendo um livro sobre a paciência e este livro traz dicas mto legais, quem sabe vcs achem aí para comprar? eu comprei da revistinha da Avon, mas talvez aí achem em livrarias pq a autora é americana, eu acho:
O PODER DA PACIÊNCIA
M.J.RAYAN
É da Sextante

bjão

Mylla Galvão disse...

Errei o nome do autor:
M.J.RYAN

BOA SEMANA!!!

BJÃO

Maria Augusta disse...

Georgia, meu marido "esquenta a cabeça" rapidamente quando as coisas se complicam, preciso aprender a "desarmar a bomba antes que ela exploda", pois é verdade que estas cenas podem estragar o ambiente de uma reunião que preparamos com muito carinho e trabalho. Vou tentar esta tua fórmula, pois até agora nenhuma funcionou rs.
Mudando de assunto, imagino que por aí deve estar uma festa, com a goleada qua a Alemanha deu ontem na Copa do Mundo...
Beijos e uma boa semana para você.

Elaine Gaspareto disse...

Geórgia,
Diz a Bíblia que uma resposta branda aclma o furor. É bem verdade, pois se dois querem brigar é luta livre, né? Mas se um se controla, a tendência é o outro se acalmar...
E com pequenas coisas a gente aprende a viver...
Beijos, querida

Eliane Pechim disse...

Muito legal sua reaçao. A paciencia e a calma sao duas atitudes que estou aprendendo so agora a ter, porque sempre fui muito nervosa e irritavel. Nao como peixe, mas a foto ficou linda. Boa semana

Pedrita disse...

ai, eu fico estressada tb, ainda mais q recebo pouco em casa. ontem meu pai veio aqui e fiz chá com bolo de fubá, q comprei pronto. ok? ando por sorte na correria por aqui. tb não tinha ideia q o peixe iria demorar, achei q seria mais rápido que a carne. beijos, pedrita

Anita disse...

Nossa nem estou acreditando que estou conseguindo comentar aqui hehehehe
a tempos leio seus posts, mas devido minha net um tantinho lenta... nunca abre o box de comentários.
Hoje abriu!
Vou aproveitar para comentar o post onde tu conta sobre como conhecestes teu esposo, e as dificuldades da antiga relação, achei tudo tão exemplar e encorajador, muito lindo viu.
Bom, as palavras são tudo.É um dom usa-las, não somente a palavra mas toda forma de expressão.
Iniciei o curso superior de fonoaudiologia e tive uma oportunidade sem igual de conhecer dois exemplos de como amar e completar-se.E vou compartilhar contigo agora.
Aluna do mesmo curso porém concluindo o último semestre, me tornei amiga dessa mulher, ela casou-se com um rapaz mudo, daí o interesse pelo curso de fono que abrange está área.Enfim, a forma mais completa de união, ele até evangelizar nas igrejas ele vai, faz suas oratórias através da língua de sinais (libras), e ela é a voz dele, traduzindo o que ele diz em voz ao público.Achei muito linda a história deles.E quando perguntei das diversidades entre os dois, ela me respondeu da seguinte forma.
Quando nos tornamos verdadeiramente casal é como uma nova parte do nosso corpo tudo tem que agir com sincronia, é preciso haver comunicação e compatibilidade pra dar certo e seu "corpo" aceitar aquele "corpo estranho" que está surgindo.Após uma fase de adaptação se for compatível a comunicação surge, e tendo comunicação a entendimento e tendo entendimento a paz, e é o que buscamos sempre.
Achei incrível a forma de expressar dela, mas é de fato assim.Bom, acredito eu, pois ainda não sou UM casal hehehehe
Mas concordo plenamente que a comunicação faz as coisas fluírem.

Beijos mil :) Adoro seu blog

Beta disse...

Que bom querida!!!
Parabéns!!!
è muito difícil manter a calma nessas horas mesmo!!!
Muito legal!!!

bj

Eduardo P.L disse...

Duas coisas que demanda um pouco de prática: lidar com alemão e churrasco de peixe!!! srsr Ótimo post!

Iza disse...

Aqui em casa, marido e filha são meio estressados. Na hora em que discutem e não posso ficar calada, falo mansamente com um e outro, geralmente faço alguma brincadeira com a discussão deles. Por fim, acabam se acalmando.

Ninguém(que está alterado) resiste a palavras tranquilas e que confortam.

PS: Como o pessoal está vivendo a copa por aí?
Por aqui, os blogs que visito andam meio parados. Ainda não vi nenhum jogo, mas me parece que o Brasil inteiro só pensa nisso.

Beijos!

Manifesto Interno disse...

Adorei seu depoimento, Georgia!

Em tempos de tanta bobagem filosófica vc nos mostra de forma simples como pode ser fácil contornar uma situação que pode gerar conflito,
desarmar 'bombas' pode não ser assim tão fácil, mas diante do perigo de vê-la detonar tudo se torna mais fácil,

uma amiga deixou esses dizeres em meu blog e é uma verdade:

- o difícil se torna difícil pelo fato de termos em mente o difícil,

e se colocarmos a palavra fácil no lugar do difícil teremos uma vida bem mais serena e saudável,

Beijos e excelente semana para vc!!

Ester.~

José Sousa disse...

Olá... estive lendo o que escreveu nesta postagem. Gosto de tudo em seu blog. Mesmo que não comente, estou acompanhando o que escreve. Vá aos meus www.queriaserselvagem.blogspot.com e procure, no mês de Fevereiro; -"A minha luta". Deixe lá o seu comentário. Mas pode e agradeço que comente em todos os sitios.

Vá tambem até ao: www.congulolundo.blogspot.com

Leia, comente e divulgue.

Um grande abraço, siga-me que eu o seguirei.

José Sousa disse...

Olá... estive lendo o que escreveu nesta postagem. Gosto de tudo em seu blog. Mesmo que não comente, estou acompanhando o que escreve. Vá aos meus www.queriaserselvagem.blogspot.com e procure, no mês de Fevereiro; -"A minha luta". Deixe lá o seu comentário. Mas pode e agradeço que comente em todos os sitios.

Vá tambem até ao: www.congulolundo.blogspot.com

Leia, comente e divulgue.

Um grande abraço, siga-me que eu o seguirei.

Fatima Cristina disse...

Oi Georgia,
eu sempre digo que a boa comunicação é a alma de todo o sucesso! Parabéns, você também achou o caminho das pedras.
Beijos!

Tucha disse...

Uma boa comunicação, o famoso "jeitinho" realmente faz tudo mudar. /e com fome a gente as vezes se transforma... beijos e continue sempre zen.

Cris disse...

Tem toda razão, minha querida sábia: a palavra ( escrita ou falada) mexe com nossas emoções, tanto para o bem como para o mal. No teu caso foi positiva porque ela teve como retaguarda o amor.

Beijão.

Cris Caetano disse...

Adorei! A preocupação em receber bem pode ser tanta que não relaxamos mesmo. E mamãe costumava dizer ao papai que tomar conta da panela faz o almoço demorar a sair.

E também acabei me lembrando de uma vezinha onde não perdi a paciência... :) (que você já sabe que é nenhuma).
Aqueci a água para colocar um simples espaguete na panela, quando fui interrompida porque não o faria direito (al dente). Pois bem, deixei e pegaram no espaguete e cortaram o dito ao meio para colocar na panela e eu arregalei o olhão mas abstraí. O amor é lindo...:)

Beijão, Ge! Rumo ao Hexa! ;)

Albuq disse...

Preciso aprender a salvar com palavras doces, porque também sou muito stressada, acabo perdendo as estribeiras.

Ps.: adorei a idéia do churrasco de peixe, porque sofro com isso, não como carne vermelha.

bjs Georgia!

Kamila disse...

Oi Georgia !!

Eu acompanho o O que elas estao lendo e gosto muito do teu blog e do da Flavia !

Parabens pela paciencia e por estar tentando se melhorar. Eu preciso muito trabalhar estas questoes de pensar 10 vezes antes de dizer e procurar as palavras certa!

Já botei muito oleo no fogo !!

Beijao

Cida disse...

Que delícia amiga! Tanto o churrasco, quanto o modo que você lidou com a situação.

Realmente, é muito difícil a gente manter a calma, quando a "cara metade" está surtando.
Mas pensando bem, prá que surtarem os dois? Basta um, não é?...:)

Nessas horas, temos mesmo que usar de psicologia, e transformar um momento que poderia se transformar em um caos, numa boa história prá se contar depois (assim como você fez).

Uma vez, quando eu ainda era recém casada, inventei de fazer um dourado IMENSO (assado no forno), para a família do meu marido.
Como o peixe não ficava pronto nunca, e todos estavam morrendo de fome, meu marido encomendou umas pizzas. Até hoje morremos de rir disso. Quanto ao peixe, comemos no almoço do dia seguinte, e distribuimos o restante pelos vizinhos...rs

Tudo de ótimo prá você e família.

Bjsssss

Cid@

Katia Bonfadini disse...

Georgia, adorei a história do peixe e o desfecho dela! Acho que o amadurecimento nos deixa menos ansiosas e mais equilibradas, né? Se você também se estressasse, acho que a coisa viraria uma bola de neve, mas sua maneira gentil e carinhosa de pedir ajuda foi muito legal... Nossa, fiquei pensando em quantas vezes eu poderia ter feito o mesmo, mas acabei me estressando e isso não faz bem à ninguém, nem melhora nenhuma situação, né?

E você temperou o peixe com ervas aromáticas do seu jardim???? Que delícia!!!! Parece que deu pra sentir o aroma do peixe daqui! Beijão!!!!

Bergilde Croce disse...

E bom é que você compartilhando aqui ensina a quem como eu sofre pela falta de paciência em determinadas situações.
Abraços e torcendo pelo Brasil!

Monica Loureiro disse...

Poxa, adorei este Post....
Uma lição de vida....

Elaine Gaspareto disse...

Georgia,
Eu já li o livro que você está lendo!
É lindo!
Até fiz uma resenha dele lá no blog!
Vais gostar.Depois me diz.
Beijossss

Sonia H disse...

Georgia querida,
Sábias palavras e por muitas vezes, por questão de segundos, por não darmos tempo para pensarmos, estragamos tudo.
Ótima reflexão!
E aí? Torcendo para o Brasil?
O jogo da Alemanha, aquele gol da África do Sul, a vitória da Holanda são até agora os pontos fortes dessa Copa para mim. (Sem contar com a alegria dos sul africanos que é lindo de ver!)
Tomara que o Brasil se saia bem hoje!
Beijos,

Celia disse...

Eu nao tinha nem duvidas que ficaria bom. Churrasco de peixe é super delicioso. Agora vcs farao com mais frequencia. Bj

Ronald disse...

Realmente em alguns apertos, a primeira coisa que vai embora é a paciência. E, nessas oras que uma boa palavra de conforto faz a diferença...

Ótima semana

Ivana disse...

Georgia, perfeito! Esta é uma preciosa lição que a vida e o tempo trazem pra gente. Eu também tenho exercitado isso, diariamente, na minha vida, com Aurélio e no trabalho.
Beijos!

Lunna Guedes disse...

Aqui em casa não temos esse problema. O Marco é um mar de calmaria e eu não perco minha calma nem por um minuto. Mas não fui sempre assim, na adolescencia perdia a paciência com qualquer coisa, principalmente quando ouvia absurdos, daqueles que gritam nas orelhas, sabe? Aqui em São Paulo era um tal de olhar feio pra todo mundo quando cheguei aqui. hahahahahaha
Minha ti vivia dizendo "respira, eu sinto que vc não está respirando direito" e me irritava mais ainda. kkkkkkkkkkkkkkk
Enfim, devia ser coisa da idade, porque passou. rs
Bacio

Gaspar de Jesus disse...

FANTÁSTICO GEORGIA
Acho que me vou repetir se disser que aprecio muito a sua filosofia de vida.
Beijinhos extensivos às crianças.
G.J.

Marcia Søvik disse...

Nossa Georgia...meus parabéns pela sacada super rápida!!!Eu preciso aprender esse jeito legal de contornar as situações difícieis. Meu marido de vez em quando também apronta cada uma..hummmmmm!!!!Acho que a maior parte dos europeus são muito estressados, não tem entendem o significado da palavra "flexibilidade". Mas aos poucos a gente vai domando esses leaozinhos...ehehehe.Bjs

Ana Filipa Oliveira disse...

Dou nota 10 na sua caderneta! Muito bem.