Você faz toda a diferenca!

quinta-feira, 3 de junho de 2010

O homem Ideal existe?


Li um post falando sobre O homem Ideal lá no blog Relacionamentos, Vida & Cotidiano. Me identifiquei com o texto e ele me levou à minha mocidade pelo que li ali.

Eu lhe respondi mais ou menos assim: Ontem (19.02), fiz 17 anos que conheci meu esposo quando ele visitava à escola onde eu lecionava. Nunca imaginei o homem dos meus sonhos.
Aos 18 anos eu nao sonhava com o homem dos meus sonhos, eu sonhava mesmo era com o príncipe encantado que viria para me levar daquele bairro pobre que eu vivia. Eu era muito pobre, e já contei aqui na Saia Justa muitas vezes isso, imaginava que o homem que deveria me amar, só poderia ser um príncipe encantado para fazer sumir todas as coisas feias que nós tínhamos no quintal. Seria maravilhoso encontrar o tal e príncipe encantado até porque ele teria condicoes de me dar uma casa linda como eu sonhava, mas olha, nem sei como seria essa casa porque no bairro onde eu morava todo mundo tinha uma casa feia e a nossa casa era a mais bonita. Entao eu nao tinha a menor idéia da casa que eu sonhava.
O tal príncipe encantado deveria me dar um carro para eu carregar os filhos para à escola. Sonhos, sonhos e sonhos! A realidade é bem outra na vida da gente.

Aos 32 anos divorciada e sem saber se poderia ter filhos ou nao, porque já tinha perdido 4, por isso a falência do primeiro casamento.
Conheci o meu príncipe encantado. Nao imaginei nunca que daríamos certo porque éramos o oposto.
Ele morava na Alemanha e eu no Rio, eu estava escaldada de homem, por causa do meu divórcio que nao tinha sido fácil e eu pensei que ter encontrado alguém tao legal como o Christian iria me ensinar a confiar nas pessoas novamente e que depois que ele se fosse, eu iria conseguir caminhar com as minhas próprias pernas.
Simplesmente nao fiz planos com ele de nenhum dia no futuro. Ele se foi me dizendo que nao poderia me telefonar porque a tarifa era caríssima e ele ainda era um estudante. Que possívelmente nao nos veríamos porque ele nao sabia quando poderia vir novamente ao Brasil e ele nao queria me iludir com algum futuro. Mas que ele poderia me escrever cartas. Disse a ele que a amizade com ele já me bastava e isso foi tudo.
Três dias depois que ele tinha chegado à Alemanha ele me ligou, dizendo que precisava ouvir a minha voz e que uma carta já estava à caminho. Quinze dias depois ele me disse que estava fazendo uns biscaites para arranjar dinheiro para me ajudar a comprar um vôo de férias para a terra dele.
Quer dizer: Nada de príncipe encantado, mas muita luta e pé no chao, rs.
Muita sinceridade desde o início. Cartas sobre a mesa. E um desejo enorme de que tudo desse certo. Nao vou dizer que tudo seja um mar de rosas, temos as nossas diferencas e brigamos por causa disso. Sou dominante e ele também e por ai vai...
Digo sempre que temos uma família normal, mas que investimos muito para dar certo. Deixamos muita coisa de lado, alguns dos nossos sonhos e interesses para que pudéssemos dar certo.


Atenção: É expressamente proibido a cópia deste texto e imagens sem a autorização prévia do autor.

29 comentários:

Bergilde Croce disse...

Georgia,li o post lá no blog indicado e também o seu,com o qual em muita coisa me identifiquei.
Acreditar em um sonho - no amor- vale à pena,mas precisa haver paciência e estar atento aos sinais porque é assim mesmo ele chega sem avisar,sendo necessária coragem pra se entregar!Também sou feliz em ter podido encontrar o meu grande Amor e com ele tantas renúncias tivemos que fazer para estar juntos,mas sem arrependimentos porque o que conta são as vitórias conquistadas diariamente aqui !
Meu carinho,abraço, admiração e um viva ao Amor sem fronteiras!!!

Bia Mendonça disse...

Oi Ge!

Quando eu estive ai, vc me contou sua historia com o Christian e eu não esqueci (e acho que nunca vou esquecer), pq foi importante para mim, me ajudou a criar coragem para não me fechar, já que como vc mesmo disse estava escaldada! hahaha :)
E concordo muito que as coisas tem que ser construidas, dia apos dia, com pé no chão, e cada um lutando para chegar num denominador comum.

bjo!

Chica disse...

Linda história e acho que idealizar dá em erro.A coisa está em ir pouco a pouco cadaum se ajustando daqui e dali e assim, cheguei já em quase 42 anos de casamento...Chuvas e trovoadas no casamento fazem melhor ver o SOL depois,rsrsr...beijos,tudo de bom, SEMPRE!chica

Pedrita disse...

linda a sua história. a vida é sempre mais pé no chão. mas foi encantado a luta que fizeram pra se ver mais vezes e depois pra ficarem juntos. beijos, pedrita

Carolina disse...

É normal sonhar com o tal príncipe encantado, principalmente quando somos bem jovens, e muitas vezes nos deparamos com uns sapinhos e daí ficamos mais realistas. A gente precisa ter o pé no chão, mas ao mesmo tempo não deixar de sonhar, eu acho que quando encontramos a pessoa certa e batalhamos juntos para que tudo dê certo no fim tudo é bom. Muito bonita a sua família. Beijo

Francy´s Oliva disse...

Bela historia, fiquei encantada.
Bjs.

Heloísa disse...

Georgia,
Gostei muito da sua história e dou-lhe os parabéns por sua postura diante da vida.
Penso que a chave é essa que você disse: um desejo de que tudo dê certo. Muito empenho, sinceridade, carinho. E a certeza de que nem sempre tudo estará bem, mas que vale a pena o investimento.
Beijo.

Camille disse...

O amiga,
Estou chorando um balde pela sua historia, seu post, eu nao sabia de nada disso. Que bonito tudo isso. Sua hiatoria me da uma idéia de que o amor existe, as pessoas se ligam de verdade umas nas outras. Sai de um casamento que me deixou a nocaute e ainda, como terapeuta, escuto a neurose alheia e fico pensando , pensando. É bom ouvir historias lindas como a sua. Parece um conto de fadas pé no chao, o que é melhor ainda. É possivel.
Beijos e o cairnho da Cam

Bel disse...

Eu não li o outro post, só o seu... e acho que essa postura de luta para que "dê certo" é essencial, mas tem que ser das duas partes. Se uma só lutar... não rende muita coisa!

Beijo, amiga, saudade...

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Gostei da sua reflexão. Amor é construido no dia a dia. Mundo dos sonhos, deixa pra hora da novela.

Eduardo P.L disse...

Georgia,

"O homem ideal existe?" Depende muito da mulher ideal!!! ... srsrs

Clara disse...

Georgia ;
ainda bem que não foi facil, pq tudo que vem facil, vai facil tbm...tudo tem que ser com muita luta e pé no chão como vc disse.
Mas não deixa de ser seu principe encantado né não?
beijo grande !

Vera Blank disse...

Amiga (posso te chamar assim?) Os sonhos sempre existem e sem eles a gente nao conseguiria viver de uma maneira boa e gostosa. Por isso eu sempre digo que e muito bom sonhar!!! A realidade nos mostra outra coisa da vida! Mas se a gente tem bons sonhos e acredita num futuro melhor pra nos e nossos filhos, a gente consegue levar a vida da maneira mais "gostosa" (que tem os seus desendentimentos com o companheiro)que conseguimos ter neste mundo cheio de injustica. Abraços, Vera Blank

Anny disse...

Oi Georgia!
Temos tntos sonhos em nossas vidas, não é mesmo?
Com o tempo eles se transformam em realidades melhores se deixamos ito acontecer. E foi o que você fez. Parabéns por perceber isto. O que nem sempre sabemos fazer.
Beijjos.
Anny.

Maria Augusta disse...

Georgia, acho que quando somos bem jovens é natural idealizarmos o homem com o qual seremos felizes para sempre. Depois a vida nos ensina que amar não é olhar um para o outro, mas os dois olharem juntos na mesma direção, quer dizer encontrar os pontos comuns e tolerar as diferenças em relação ao outro, é uma batalha de todo dia. O importante é acreditar sempre na felicidade e batalhar para construi-la como você fez.
Parabéns e um grande beijo.

sonia a. mascaro disse...

Georgia, eu já conhecia parte da sua história, quando você escreveu aqui sobre a sua vida. Mas eu penso que você encontrar o Christian, ele encontrar você e juntos formarem uma família tão bonita, é uma verdadeira história de amor! Real e verdadeira!
Beijos.

Fatima Cristina disse...

Oi Georgia,

Seu post mostra que o "príncipe encantado" é uma imagem que recriamos a cada dia. Sua vida nos mostra isso. Bacana!

Adorei também a frase do comentário da Maria Augusta:
"amar não é olhar um para o outro, mas os dois olharem juntos na mesma direção"

Muito verdadeira!!!

Beijos!

Lúcia Soares disse...

Acho que o homem ideal é o que nos faz feliz.
Bj

Ivana disse...

Georgia, eu li o posto sugerido e este seu. Lembrando agora eu também nunca fui de idealizar, apesar de, como boa pisciana que sou, ser sonhadora, mas nunca sonhei com um principe encantado. Acho que muito cedo aprendi que eles não existem...
Acredito mesmo que a base de um relacionamento é o amor e a confiança. Munido destes dois sentimentos é possível superar as dificuldades, conversar, ouvir...
Concordo contigo que o relacionamento a dois é construído dia a dia.
Beijos!

Gisa disse...

Que benção terem se encontrado não é querida Geo ? sempre adorei sua familia e conhecendo sua história fico ainda mais feliz. Estarei tornecendo sempre por vocês, sei como é importante lutar por uma relação, e acredito muuuuito nelas.

um enorme beijo
amei o post de hoje

Albuq disse...

Oi Georgia,

fico muito feliz em ter feito parte deste post contando tua história.

Desde que conheci teu blog venho conhecendo aos poucos tua história, tua família e o amor que vocês construem juntos. Você tem uma história linda, mas, uma história construída de bases muito fortes das quais sou completamente admiradora.

Parabénsssssssssss pela força, pela fé e determinação! bjssss

Cida disse...

Olá Georgia!

Estava de passagem, e me encantei demais com esse seu texto!

Parabéns amiga, porque você é verdadeiramente uma guerreira vitoriosa. Sua família é muito linda, e desejo que Deus os abençoe sempre.

Vou voltar com mais tempo em outra oportunidade, pois tenho certeza absoluta que vou gostar de tudo por aqui.

Um grande abraço

Cid@

Sonhos & melodias disse...

Oi Georgia,
Sua história é linda e nos mostra que o amor ainda existe. Sempre fui uma pessoa um pouco cética nesse quesito e acho até que por conta disso, não tenha ainda encontrado essa pessoa "certa". Mas não me tornei amarga por isso nem perdi as esperanças. Quem sabe um dia...
Bjs

Ana Tapadas disse...

É uma história linda, porque se fez de esperança e de diferença.
Beijinhos

REPENSAR disse...

OI! Georgia, que história mais linda.
Parabéns e continuação de muita felicidade para toda a familia.Bjs

Amanda Luna disse...

ai que graçinha a história de vcs de amor à distancia... deve ter sido díficil no começo né? a saudade aperta....rrss
ah, fiz um ano de casamento e postei um pouquinho da minha historinha de amor no blog, passa lá quando puder p/ ler o post se chama " hoje faço 01 ano de casamento"
beijão e que vocês sejam muito felizes sempre!!

ah tô começando ler seu livro, quando eu terminar de ler eu te conto, mas pelo jeito já sei que vou amar... tô escrevendo o meu também, mas ainda não sei como vou publicá-lo.. andei me informando e aqui no brasil é tão díficil... é praticamente um golpe de sorte conseguir puclicar um livro, a não ser qu vc já seja famoso..

beijão florzinha!!!

sermulhereomaximo.blogspot.com

João Menéres disse...

Só hoje e por acaso da sorte, desci umas postagens que fizéste estava eu a chegar no ar ainda.
Fiquei siderado com tudo o que ignorava da tua vida.
Nem sabia do teu divórcio e das perdas!
Mas, agora, estás BEM e FELIZ!
E tens 2 filhos fora de série, educados como devem ser.
FELICIDADE A TUA E A VOSSA.

Beijos com muita alegria.

Monica Loureiro disse...

Adoro mulheres guerreiras, e você é uma delas...
Continue escrevendo e divulgando...

Ana Filipa Oliveira disse...

Obrigada por abrir a porta para o seu mundo e partilhar connosco as suas histórias. Elas nos ajudam a ver as coisas com outras lentes. Boa!