Você faz toda a diferenca!

sábado, 29 de maio de 2010

Fruteira

Saudade nao tem idade

Minha avó tinha um balaio na cozinha que ela chamava de fruteira. Ele vivia em cima da mesa. Ela tinha um outro também para legumes. Nunca vi nenhum dos dois vazio.
Muita coisa era colhido do quintal. Depois do almoco era sagrado comer uma fruta. Minha avó dizia:
- Menina, vai lá na fruteira da vovó e escolhe o que você quer comer.

Minha mae nao tinha um balaio, mas tinha uma fruteira na mesa de alguns andares e que por volta dos nossos aniversários virava doceria, rs, pois ela colocava ali os brigadeiros para a festa. Os docinhos de abóbora ou mamao verde, huuuuuuuuum, uma delícia, rs.

Eu também tenho uma fruteira por aqui e que nao fica vazia.
Está sempre cheia de macas, a fruta que mais comemos.
Mas me lembro como era legal a fruteira da vovó. Tao simples mas repleta de muitas frutas diferentes. A cozinha cheirava sempre a tangerina. Ela pegava as carambolas no pé e punha no balaio e quando eram muitas ela fazia doce. Ai, que me deu água na boca agora.
O mesmo ela fazia com os cajás. Eita fruta gostosa!!! E mamae fazia um doce sublime com eles. Eu adorava usar os espinhos do cajá como fio dental. Já experimentou? Eu sim, rs.

Essa é a nossa fruteira. Ela no inverno fica sempre iluminada pelas velas. Às criancas já aprenderam a vir até aqui quando estao com uma fome pequena a comer uma maca.

E você se lembra de algo assim na casa da sua avó ou da sua mae?

Este post faz parte da BlogagemVida Simples promovida pela Milla do blog Milla's Ville. A bloggem comeca na segunda-feira e ainda dá tempo de você participar. Clique AQUI.

Atenção: É expressamente proibido a cópia deste texto e imagens sem a autorização prévia do autor.

42 comentários:

Eduardo P.L disse...

Doces lembranças!
Essas " heranças " sentimentais, é que fazem nossas fortunas.

Cris Caetano disse...

Sim, vovó tinha esse hábito e mamãe o mesmo, aliás, as minhas tias cultivam o mesmo hábito. E doce de goiaba? Nhami.

Beijos, Ge. Bom fim de semana.

Beta disse...

Linda, lá na minha avó tinha de tudo! Doces e várias coisas gostosas! Lá na mami era bolo. Eita bolo gostoso o dela!!
Na minha casa é cesta de frutas, sucos, potes de balinhas e jogos. As crianças AMAM!!!

bj

Claudinéa Elias disse...

Nossa até hj na casa da mamae tem uma gamela cheia e a geladeira lotada de doce que ela mesmo faz...
Tem uma cozinha de fogão á lenha e sempre tem um cacho de bana amadurecendo, daí agente já passa e cata uma bem docinha sem agrotoxico hummmmm, delicia demais .
Na casa da minha avó agente ja pegava a fruta no pé mesmo, era bom demais ...
Bjos
Clau

Ivana disse...

Georgia, a gente não tinha uma dessas não... Na verdade as frutas eram comidas na hora, quando caiam das árvores que tínhamos no quintal. Tínhamos mamão, ameixa, jaca, manga e cacau! As vezes a gente ia pra debaixo da árvore ficar esperando alguma coisa cair. Aí era só correr e mandar bala!
Beijos!

Gisley Scott disse...

Na casa da minha avó, a fruteira foi muito presente :)! amava o cheiro das mangas :)! -- mmmm delícia :)!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Olá.

Vim conhecer o seu
espaço de sentimentos.
Linda esta postagem
que nos remete ao passado,
onde na casa de dos avós
tudo era possível.
Saudades...
Muita saudades...


Que haja sempre em
teu coração espaço
para os sonhos.

Albuq disse...

Claaaaaaaaaaaaaaaaaro Georgia, como sempre me sinto em casa quando venho te ler kkkk

Na casa do meu avô paterno era assim também. Lá tinha plantação de tomate, cuentro e ainda tinha "pé de côco", que ele subia na hora que a gente chegava prá tirar o côco, a gente bebia a água e ainda abria prá gente comer a "carne do côco" (era como dizia quando era criança kkkk.
Na casa da minha avô materna era semelhante a sua, um balaio, e na minha casa é uma fruteira, também colorida e linda.

bjs, ótimo finde!

Obrigada por sua presença no meu blog e seus comentários tão legais, muito me fazem crescer.

disse...

E como me lembro...minhas avós tinham fogão a lenha na cozinha. E do que mais me lembro era de acordar bem cedo e ficar sentadinha no pontinha do fogão esperando tanto a vovó materna quanto a paterna esquentar o pão na chapa com aquela manteiga que elas mesmo faziam. Leite fresco bem quentinho com café coado naqueles enormes coadres de pano. Aí que saudades mais gostosa.
Votando de minhas férias no sul de Minas, comprei umas destas peneiras que também transformei em fruteira aqui em casa. Me leva há um tempo muito encantador de minha vida!
Parabéns pelo texto tão lindo!
Beijos de bom fim de semana!

Camille disse...

Oi Georgia,
Acho tao carinhosas essas lembrnaças que voce tem. E a gente copia, tem como modelo essas pessoas que admiramos quando somos pequenas ainda. Como sua avo e sua mãe.
Guardo coisas deliciosas da minha avó, como umas xicarazinhas, uma jarra de flores, uns descansos de mesa que eu mesma dei para ela de ceramica em forma de biscoito de Natal.Ela gostva tanto que um quebrou e ela colou todos os caquinhos. Depois que ela morreu, peguei para mim. É a minha herança da vovó, so coisas afetivas. Muito bom.
Beijos querida e fique com Deus hoje e sempre,
Cam

Beth/Lilás disse...

Na casa de meus pais também tinha um desses balaios com frutas e hoje aqui em casa sempre tem maças ou outras frutas na minha fruteira, são lembranças que se perpetuam e seus filhos farão o mesmo, você vai ver.

Sabe Ge, você poderia participar da blogagem coletiva que começa esta semana e quem está liderando é a Milla.
Os temas serão em torno da Vida Simples e você que adora relebrar estas coisas simples, poderia participar até mesmo com este post.
A fruteira está linda.

Veja aqui:

http://milasville.blogspot.com/

bjs cariocas

Chica disse...

Muito legal lembrar e ver as diferneças.Hoje é tudo comprado, tantas vezes já chegam feias ou murchas... beijo,lindo fim de semana,chica

Pedrita disse...

eu não coloco as frutas em uma fruteira bonita, mas sempre há algumas frutas por aqui. beijos, pedrita

endim mawess disse...

fruteira da vovó, quem ama nunca esquece.

Mila Viegas disse...

Oi Geórgia,
Belo relato! É tão bom relembrar essas coisas simples e tão significativas da vida, né mesmo?

Adorei! E aqui também temos um "balaio" onde colocamos os limões trazidos dos limoeiros da casa da minha mãe. Adoramos limonada e uma boa caipirinha.

beijocas.

Tucha disse...

Nunca comi doce de cajá, deve ser gostoso, gosto de doces não mto doces. Aqui em casa tem uma fruteira da cozinha, para uso de todos.

Sonhos & melodias disse...

Ah Georgia! Lembrança boa essa né?
Na casa de minha avó materna, além da fruteira na mesa, tinha réstias de cebolas e alho penduradas na cozinha. Essa tradição ainda conservo em minha casa. Tenho uma fruteira de três andares repleta de laranjas, mexericas, bananas, maçãs, mamão papaia...Comemos muita fruta aqui em casa. Bom né?
Bjs

Allan Robert P. J. disse...

A nossa fruteira está sempre cheia, mas sinto falta das frutas da minha infância. O maior consumidor de frutas da casa sou em mesmo, na tentativa de minimizar a vontade noturna por doces. Descobri que comer a fruta uns vinte minutos antes do almoço ou da janta evita que a digestão da fruta seja prolongada pelos alimentos menos digeríveis, evitando acidez e dificultando a digestão. As meninas comem, mas precisa ter uma paciência...

Luma Rosa disse...

Aqui em casa também temos uma fruteira, porém ela não fica exposta por causa do calor. Lavo as frutas e coloco em fruteira na geladeira, menos banana ou qualquer fruta que a casca escureça com o frio. Não me lembro se na casa da minha avó tinha uma fruteira, mas na casa de minha mãe sim! Na casa da minha avó era biscoito, bolos, doces, cafés... nham!!

Tina disse...

Oi Geórgia!

Doce lembrança... na casa da minha mãe sempre tinha fruteira na mesa, mas as frutas acabavam indo para a geladeira - e eu não gosto de fruta gelada! Em casa tem sempre e para a geladeira só vão as maçãs a pedido do marido que só gosta das mesmas geladas... rs A vida é assim.

Linda fruteira com a velas, gostei muito da idéia.

beijos e boa semana,

Francy´s Oliva disse...

Concordo contigo saudade não tem idade mesmo. Bela lembrança.
Bjs

Odele Souza disse...

Oi Georgia,

Primeiramente MUITO OBRIGADA por colocar aqui em seu blog, o link da Petição on Line Pela Lei da Segurança nas Piscinas no Brasil.
Muito gentil de sua parte.

E quanto ao seu post, achei muito bonitas estas suas lembranças. Sempre gostei de ver as fruteiras recheadas de frutas. Aqui em casa, quando a fruteira está vazia, logo penso que devo sair para comprar mais frutas. Adoro mangas que são coloridas e têm um cheiro delicioso, bananas, melão. Fica tão bonito!. E consumir frutas, como todos sabemos, é um hábito que devemos preservar.

Beijos pra você e Boa Semana!

Dalva disse...

Oi, querida!

A fruteira de vários andares era um sucesso lá em casa. E ela virava baleiro nos aniversários, com aqueles lindos papéis de bala com os fiapinhos caindo pelos lados... rsrs.

Desejo a você uma semana cheia de paz!

Bjs.

Lunna Guedes disse...

Sim, aqui em casa temos uma fruteira com as frutas da estação. E tem ladrões também viu? Porque é assim, a dita cuja vive vazia. kkkkkkkkkkkk
Estou cheia de graça.
Bacio carissima e boa semana pra vc

Bergilde Croce disse...

Georgia esses teus posts no tema da nostalgia são maravilhosos.Adoro frutas e também temos fruteira na cozinha,mas não mais sobre a mesa e sim sobre o armário porque a 'topolina'da casa vive querendo enfiar palitos nas maçãs,rsss!
Grande abraço e ótima semana pra você!

Ronald disse...

Só para avisar a amiga, informo que sua ordem foi cumprida, assinatura 1494.

Obrigado por me avisar, a Odele merece todo nosso apoio.

Felicidades

Maria Augusta disse...

Georgia, quanta lembrança boa este teu post nos traz. As fruteiras da vovó e da Mamãe, os doces caseiros, hum, que delícia... Aqui em casa tenho uma fruteira linda que é de cristal, ganhei de presente da equipe quando defendi a tese. Ela fica no centro da mesa da sala e também está quase sempre ocupada, até tomates colocamos nela, pois parece que estes também são frutas e não devem ser colocados na geladeira para não perder o sabor (coisas do marido francês rs). Na época de Natal encho com as bolas da árvore ou com a coroa do Advento, lembrei vendo as velas da tua.
Beijos e parabéns pelo post.

Celia disse...

Amiga, andei sumida com visitas do Brasil por aqui. Só agora estou retornando. Realmente uma fruteira cheia de frutas é realmente uma boa pedida. Tb procuro ter a minha sempre com alguma coisa.
O que mais lembro da vovo, era os doces que ela fazia. Que coisa maravilhosa e delicioso. Tenho saudades. Bjoka.

pensandoemfamilia disse...

Prazer em conhecê-la.

Vim ler sua postagem, e quantas recordações! Casa da avó e muitas delicias feitas por ela.

Bjs,

Mimirabolante disse...

E como me lembro....a casa da vovó ficava no Meyer....era delicioso,roubar frutas do pé das árvores , casa das vizinhas,a vovó brigava e corria atrás da gente com a vassoura na mão....e tinha fruteira de dois andares tbm....vovó fazia cada bolo,cada doce......onde estão as avós de hj???????

Glorinha L de Lion disse...

Oi Georgia...doces lembranças...toda casa antigamente tinha uma fruteira...a da minha mãe era de porcelana pintada e tinha 3 andares...e no Natal, a gente enfeitava com frutas secas e servia de centro de mesa...coisas tão simples e tão gostosas de lembrar...beijos

Lúcia Soares disse...

Georgia, não cresci perto de minha avó, e a outra já tinha se ido quendo nasci.
Então, essa lembrança não tenho.
Mas em casa de minha mãe, como éramos muitos, nem cabia numa fruteira...Ficava em gamelas ou na gaveta da geladeira.
Frutas, cheiros, memórias...Tudo que é bom é simples ou tudo que é simples é bom? rsrs
Beijos e boa semana!

Gisa disse...

Lindaaaaa, adorei ter falado contigo sábado, foi uma ótima surpresa. Viu só como deu tudo certo ? todas adoraram o encontro e te sentimos muito presente... um enorme beijo.


Ahh as fruteiras sempre me fazem lembrar da casa da vó... ela tinha em todas as mesas da casa hihihi

Iza disse...

Oi!
Não lembro de ter visto balaio ou fruteira na infância mas, achei deliciosa esta sua postagem. Ainda mais neste momento que acabo de chegar da faculdade e de tão cansada separei apenas algumas frutas para comer. Minha fruteira é de plástico.
Beijos!

Jota Sena disse...

Olá Georgia bom dia!

Suas postagens nos fazem viajar no tempo, voltamos a reviver aqueles momentos felizes onde tivemos uma boa convivência com os nossos amados e queridos avos e bisavós… E que bom é recordar com muita saudade das frutas ali expostas, para que nós se servíssemos a vontade.

Georgia, uma ótima semana pra você e obrigado por sua vista e considerações…

Abraços e até +

Eliane Pechim disse...

Na casa da minha mae tinha e até hoje tem dessa fruteira de tres andares, sempre cheinha de fruta. Sobremesa la em casa sempre foi fruta, raramente um doce. Da minha avo lembro um bau cheio de livros para crianças que ficava no pe da cama da minha tia coberto com uma pele de um bicho que acredito ser vaca. Nao sei o que foi feito desse bau, mas dali sairam algumas das historias infantis que mais embalaram minha infancia. Beijo

Celia Rodrigues disse...

Essas suas postagens sempre me fazem viajar... Bjo!

Marliborges disse...

Tenho em minha casa uma fruteira centenária, também, hehe. Daqueles tempos. Foi bom lembrar com você. bjsssssss

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Adorei!

Lulu on the Sky® disse...

Sempre teve fruteira tanto em casa, qto na casa das minhas avós. Big Beijos

Aninha Pontes disse...

Esses seus posts nos remetem à infancia.
Me lembro de muitas coisas simples e gostosas que tinha na casa de minha mãe.
Avó, eu não conheci nenhuma.
Agora os doces me lembro de cada um deles, aliás, hoje estou fazendo doce de mamão verde ralado.
Depois mostro a foto dele.
Beijos.

Ana Filipa Oliveira disse...

Eu tenho duas fruteiras cá em casa. Bananas, macas, laranjas, pêssegos... sao as frutas que a ilustram. Mas falta-me o mesmo para os legumes. Talvez assim comêssemos mais legumes!