Você faz toda a diferenca!

terça-feira, 4 de maio de 2010

Alice no País das Maravilhas


É considerada uma das mais importantes da literatura inglesa. Nao sei porque, mas essa obra muito me lembra o famoso filme de A Fábrica de Chocolates com todas as suas loucuras.
Está sendo no momento o maior sucesso de bilheteria nos cinemas nos países a famosa estória infantil e para adultos de Lewis Carroll. Fazendo uma pesquisa sobre a sua vida, e o que eu nao sabia era que ele era um ótimo matemático e dirigia toda a sua concentracao para a lógica. Tanto é que Alice no País das Maravilhas tem algumas charadas para ser desvendadas. Uma das charadas do autor e que ele nunca descobriu é a pergunta "Por que o corvo se parece uma escrivaninha?" E uma outra frase bem conhecida dele é: "Você pode chegar em qualquer parte, desde que ande o suficiente."
Quando li o livro lá pelos meus 12 anos, fiquei meio desnorteada como alguém poderia festejar o desaniversário e como aquele coelho maluco dizia o tempo todo que ele tinha pressa. Eu nao conseguia acompanhar tal loucura, o que para mim era um verdadeiro pesadelo os sonhos que Alice tinha.

Pesquisando a vida do autor vários sites na internet, descobri que ele era tímido, uma família numerosa com 11 irmaos, uma infância feliz e livre nos campos, mas mesmo assim teve um lado triste e obscuro que até hoje nao foi muito esclarecedor e nos dias de hoje seria uma polêmica e tanto. Ele gostava de fotografar as criancas semi nuas, as meninas. Venha e convenhamos que para aquela época isso era algo meio estranho e até para os dias de hoje. Se você clicar na imagem vai abrir um link bem pormenorizado sobre a vida dele extraido de sua biografia.

Outra coisa que eu nao sabia é que ele era gago, mas AQUI eu li isso.
Ele gostava de levar as criancas para passear e fazer pic nic com elas e inventava estórias. A pedido de uma delas ele comecou a escrever Alice no país das Maravilhas e foi esse sucesso que sabemos, mas também polêmico porque se discute sua paixao pela pequena Alice.
Ele nasceu em 27 de janeiro de 1832 e faleceu em 14 de janeiro de 1898.
Lewis Carroll, continua sendo um enigma e seus livros uma fonte de fantasias para toda gente. Pesquisa AQUI.

Tudo isso promovido pelo blog O Fio de Ariadne. Querendo participar da blogagem ainda tem tempo, até o dia 10 de maio.

28 comentários:

Beth/Lilás disse...

Geórgia querida!
E eu nem sabia desse lado do L.Carrol, entretanto se fosse hoje em dia a coisa não ficaria assim tão desapercebida.
Com isso lembrei-me do astro Michael Jackson, será que ele não tinha o mesmo comportamento e foi crucificado por isto?
Gostei da abrangência maior que fez em cima dessa estorinha.
beijos cariocas

Eliane Pechim disse...

Tempos atrás li sobre a vida dele, mas confesso que sou uma big fan de Alice no País das Maravilhas, talvez porque tendo a ser implicante com toda e qualquer história que apela muito pra fantasia. Mesmo história para crianças eu prefiro as mais próximas da realidade e do plausível, apesar da mensagem sublimar existente na história de Alice e aí o valor dela é inegável. Boa semana.

Gisley Scott disse...

Fiquei sabendo que o filme era bom mas ainda não fui conferir! Vou esperar a Verônica voltar do BR pra gente ver juntas!

Bjos

Cris Caetano disse...

E é uma pena ele não estar vivo pra nos confirmar essa história. :)

O filme é fantástico. Tim Burton criou sua própria história baseada em dois dos livros de Carroll e só digo que Johnny Depp está espetacular no papel. Aliás, todos estão. Mas tenho uma quedinha por Depp. Recomendo!

Beijinhos

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

A questão da pedofilia foi acusação infundada e que maculou toda a sua vida dali em diante... :/

Alguém gostar de crianças e escrever fábulas infantis e não se dedicar ao mundo dos adultos foi visto como algo estranho... daí para inventarem 'estórias' mais tenebrosas não faltou muito...

:/

Camille disse...

Oi Georgia,
É, figura polemica nao é? Pedofilia é o nome desse tipo de hobby...Nao é bacana naquela epoca e nem nessa. Ja tinha ouvido essa historia. A outra é que Alice é uma especie de alter-ego do autor- a pronuncia de Alice em Ingles - Ell Ci, L C, Lews Carrol ( LC...D) Muito avançado para época, claro que sim, um verdadeiro genio. Mas ao mesmo tembo,um bocado estranho.
E , que ilustração maravilhosa! Linda mesmo. Faz parte do filme? Os dois filmes tem em comum o ator Johnny Depp, a Fabrica e Alice. Talve por isso voce esteja fazendo uma associação?
Beijos e o carinho da Cam

Anunciação disse...

Adoro aquela fábrica de chocolate com suas loucas fantasias e adoro Alice o livro,tudo muito louco e significativo.Espero poder assistir o filme.

Jaque Gonchoroski ઇ‍ઉ disse...

Ainda não vi o filme, mas comentaram que é um pouco complexo pras crianças. Muitas não entendem o que se passam mesmo.

E não sabia desse lado do autor... Cada um é cada um...

Boa noite
Beijos

Albuq disse...

Oi Georgia,

li o livro quando era criança, mas, adorei sua pesquisa, muita coisa nem sabia, e o filme vou assistir ainda, mas to louca prá ver! bjs

Albuq disse...

Oi Georgia,

li o livro quando era criança, mas, adorei sua pesquisa, muita coisa nem sabia, e o filme vou assistir ainda, mas to louca prá ver! bjs

Albuq disse...

Oi Georgia,

li o livro quando era criança, mas, adorei sua pesquisa, muita coisa nem sabia, e o filme vou assistir ainda, mas to louca prá ver! bjs

Celso Ramos disse...

Olá Georgia!!!
Não li os comentários acima mas digo-lhe que o sucesso dessa releitura de Alice, se deve ao fato de o diretor (o mesmo de Edward mãos de tesoura) retirar do filme aquilo que o tornava enigmatico e perturbador, como você mesmo disse. Todo ácido e alucinações contidas no desenho baseado no livro foram retirados desse filme, transformando-o em uma narrativa degustável..se é bom ou ruím é outro assunto!!! Meu filho adorou!! O desenho ( walt Disney) que eu e minha esposa assistimos sempre nos causou uma sensação de perturbação!!!!

Celso Ramos disse...

Olá Georgia!!!
Não li os comentários acima mas digo-lhe que o sucesso dessa releitura de Alice, se deve ao fato de o diretor (o mesmo de Edward mãos de tesoura) retirar do filme aquilo que o tornava enigmatico e perturbador, como você mesmo disse. Todo ácido e alucinações contidas no desenho baseado no livro foram retirados desse filme, transformando-o em uma narrativa degustável..se é bom ou ruím é outro assunto!!! Meu filho adorou!! O desenho ( walt Disney) que eu e minha esposa assistimos sempre nos causou uma sensação de perturbação!!!!

Gaspar de Jesus disse...

Oi GEORGIA
Bom dia
Não estou por dentro desta História, embora o Têma me seja familiar.
Parece-me no entanto que se trata de um PERSONAGEM inigmático.
Acredite que eu que adoro crianças tenho em dia algum receio de as fotografar...!?
Com todos estes exemplos (maus exemplos) ninguém está livre de ser confundido com algo que não é.
Parabéns pela postagem
Beijinhos para si e filhotes.
G.J.

Jota Sena disse...

Olá Georgia bom dia!

Nesta postagem que é super interessante e intrigante… Nos deixa vários pontos para refletirmos, sobre a maneira de ser dos seres humanos.
Exemplo: Eu me concentrei nas frases que ali mencionasse, principalmente na segunda. Se refletirmos bem é uma realidade, somente alcançaremos nossos objetivos se dermos continuidade em busca do que almejamos… E só assim, chegaremos a qualquer lugar.

Uma ótima semana a você!

Abraço e até +.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Eu tb já li cada absurdo sobre Lewis Carrol. Que era pedófilo, masoquista, que tinha estranhas manias.

Mas como saber o que é verdade, o que é mentira né? Ainda mais que ele nem tá aqui pra se defender rs.

Muito legal essa postagem. Bjos e bom dia

Mylla Galvão disse...

Gê,

Você está na votação do meu blog (as cenas de novela)...
Vou ficar na torcida...
Acho que vocês vão gostar do presente!

bjo Grande!

P.S. Também estou nessa blogagem... O link vc encontra no blog da Vanessa, mas vou republicar depois...

bjo

Pedrita disse...

infelizmente e imperdoavelmente eu não li a obra. ainda não vi o filme, mas aguardo há tempo a estreia aqui. agora está abarrotado. beijos, pedrita

Lunna Guedes disse...

Li a obra, mas nunca chamou minha atenção. Também soube dessa acusação, mas soube que nunca foi comprovada. Acho que as desconfianças criam uma atmosfera desconfortável e as vezes acaba atingindo que nada tem a ver com isso. Sei lá, minha mamma sempre dizia "onde há fumaça, há fogo" mas há também que ver que ateou o fogo, não é mesmo? Beijos carissima

Sonia H disse...

Querida Georgia,
Quero reler o livro e ver o filme que tem recebido crítica positiva e negativa ao mesmo tempo. Estou lendo o livro para Marcela, cada dia um capítulo.
Com o livro de Alice, nós vimos bem dizer o nascimento da Fantasia como um gênero literário.
Não sei se conseguirei participar dessa postagem. Mas gostaria.
Ótimo post!
Beijos,

Maria Augusta disse...

Georgia, não sabia nada sobre o autor, legal que você fez esta pesquisa para nós. Vi o filme do Tim Burton, achei bonito e cheio de lições de moral, não sei se o espírito do livro é respeitado, em todo caso é uma continuação com a Alice já adulta. Mas como os outros sou grande fã do Johnny Depp (e da Vanessa Paradis mulher dele também), valeu a pena.
Beijos.

Celia disse...

Muito bom seu post de hoje. Eu desconhecia as informacoes. Obg. Bjao

Bia Mendonça disse...

Sempre gostei de Alice, mas nunca tinha parado para saber muito sobre o seu autor! :)

bjos

Jens disse...

Pois é Georgia, são fortes os indícios de que Lewis Carroll tinha fortes tendências para a pedofilia (para dizer o mínimo) - o que apenas prova que os canalhas também têm talento.

Beijo.

Dalva disse...

Georgia, lembro que Alice despertou em mim, aos 10 anos, sensações bem fortes, de alegria a susto! Me assutei com alguns personagens, mas o gato risonho ficou na minha memória para sempre! Minha postagem sobre o tema foi sobre ele, claro!

Um beijo grande!

Bergilde Croce disse...

Georgia,lembro da história porque minha mãe lia sempre pra mim e meu irmão,mas do autor não sabia desses particulares-ótima essa blogagem.
*Desde já enviando meus cumprimentos a essa mãe especial-Você- pela nossa próxima data comemorativa,se por acaso não pudermos nos comunicar até lá.Aqui estamos em festa e expectativa pela chegada dos vovós brasileiros.
Abraços,Bergilde

Gisley Scott disse...

Geórgia,

Tem selinho lá esperando por vc lá no blog! O nome do post é "CLASSUDA".

bjos

Vanessa disse...

Georgia , seu post ficou completo. Eu não sabia da acusação de pedofilia nem que Lewis era gago. Obrigada pela participação.


bjs