Você faz toda a diferenca!

sexta-feira, 5 de março de 2010

Penico ou urinol

Imagem retirada DAQUI

Saudade nao tem idade

Gente que nome! Alguém saberia me dizer porque deram esses nomes ao dito cujo?
Conheci uma família que deixava a massa da pizza dentro do penico. Quase cai dura quando cheguei na casa da minha amiga da escola para almocar e vi a mae dela tirando de dentro do penico a massa da pizza e abrindo-a com um rolo.
Eu, na minha santa ignorância só conhecia o penico para fazer xixi durante à noite, pois na minha época o banheiro era do lado de fora e o penico era guardado embaixo da cama... fiquei super feliz quando papai construiu a nossa nova casa com um banheiro dentro...

Voltando à pizza....

Fui chegando devagarinho perto da dona da casa e perguntei a ela se aquele penico era limpo mesmo para fazer pizza. Ela riu, enquanto abria a massa da pizza e me disse que eu nao era a única que se assustava em ver aquela cena hilária. Ela me disse que gostava de deixar a massa ali dentro para descansar. Nao entendi bem os motivos naquela época, mas só sei dizer que o penico para mim depois daquele dia passou a ter uma outra funcao. Até porque a pizza ficou deliciosa.

E vocês conheciam essa peca fundamental da casa antigamente?

Meus amigos, obrigada pelo comentário no outro post e desculpa nao os ter visitado, mas é que demos uma fugida por aqui. Mas logo retornaremos.


Atenção: É expressamente proibido a cópia deste texto e imagens sem a autorização prévia do autor.

33 comentários:

Poesia do Bem disse...

eu conhecia sim. Tinah o meu piniquinho como chamávamos rsrsrsrsrrsrs

Luciana Klopper disse...

Qdo criança ia pra casa da familia da minha vó materna q era numa roça, muito roça e lá era penico! Engraçado, demais!

Luciana Klopper disse...

Qdo criança ia pra casa da familia da minha vó materna q era numa roça, muito roça e lá era penico! Engraçado, demais!

Luciana Klopper disse...

Qdo criança ia pra casa da familia da minha vó materna q era numa roça, muito roça e lá era penico! Engraçado, demais!

João Menéres disse...

Vaso de noite.
Bacio.

Mas se fôr bacia, já não atrapalha...
E a asa é para dar mais jeito a despejar ....a massa.

Muito curioso, GEORGIA!

Albuq disse...

Ora Georgia, claaaaaaaaaaaaaaaaro que conheço, tive váaaaaaaarios na minha infância. Sou do interior,e no interior isso é muito normal, o quintal da minha casa era grande como a casa, e prá sair na noite prá fazer xixi realmente não dava kkkk
Então, tinhamos os "mini" que nos auxiliavam nessas horas kkkk

bjs, muito legal o post, adorei!

Tucha disse...

Tinha um amigo que usava um como prato, a idéia era chocar a pláteia. Mas é um equipamento que ainda preserva a sua utilidade com os que têm dificuldade de locomoção.

Regina Coeli Carvalho disse...

Geórgia,
Dei boas risadas agora.
Minha avó usava um penico de ágata durante a noite para não precisar ir até o banheiro.
Quando o penico estava velhinho ela pediu a sua acompanhante que providenciasse a compra de um novo. A senhora, também era uma velhinha, foi constrangida até o bazar para realizar a compra.
Um pouco envergonhada chegou perto do vendedor e pediu baixinho um urinol. O rapaz, acredito que para zoar dela, falou bem alto: A senhora quer um penico?
E ela chegou em casa furiosa pela vergonha que havia passado, rsrs
Bom passeio!
Bjs.

Beth/Lilás disse...

Ai, não, fala sério!
E você ainda teve coragem de comer da tal pizza, mulher!
hehehe
bjs cariocas

Chica disse...

Quiem não o conhece???rsrsrs Legal, mas pra pizza? Assusta! beijos,chica

Cris Caetano disse...

Nunca vi um ao vivo e a cores, mas sabia da existência e ri muito com a massa de pizza dentro de um deles, teria a mesma reação. rsrsrs

Beijinhos e bom fim de semana.

E Diogo Nogueira, o gato de hoje no Nuvens é filho do saudoso João Nogueira e acho você deve se lembrar do pai dele.

Vou deixar um vídeo de uma música que eu amo com o João:
http://www.youtube.com/watch?v=dXNKCt3FyCo

Teresa disse...

Lembro-me bem do bacio (chamavamos assim) quando era pequenina, ainda antes de ter casa-de-banho dentro de casa. Mas há uns antigos, de porcelana pintada, que são uma maravilha. Vi uma vez uma exposição deles!
Bjs

Gisley Scott disse...

Eu tb só conhecia o pinico com a função de fazer xixi. Foi interessante ver isso.Uma vez os americans começaram a rir quando usei jornal p/ passar algumas roupas por aqui.A verdade é que jornal facilita seu trabalho braçal com aquelas peças que são uma "mala"...

Bjos!

evipensieri disse...

Aqui em casa temos um penico.
Sua função é nos auxilar em momentos em que não estamos nos sentindo muito bem e não há tempo de chegar ao banheiro.
Minha mãe costumava deixar ao lado da cama quando etávamos doentes ...

Bjs.
Elvira

Anunciação disse...

Tinha e eu odiava!Mesmo não usando o dito cujo,era eu a encarregada de levar os utensilios pra limpar e deixar de novo debaixo das respectivas camas e redes.A coisa que mais me deixou feliz foi meus filhos nunca quererem usar;passaram das fraldas direto para o vaso sem stress.

Gaspar de Jesus disse...

rsrsrsrsrsrs
Georgia, eu acho que não ia comer...´!
É que, por mais limpinho que seja, não consigo pensar nesse "utensílio" que faz parte das minhas memórias de infância, sem o associar às neccesiddes mais básicas...
Beijinhos e votos de um bom fim de semana
G.J.

Ivana disse...

Georgia, minhas férias escolares, até minha adolescencia, eu passava no interior do Pará, onde minha avó nasceu. Lá, ficávamos na casa da prima de meu avô. Era uma casa humilde, de madeira, e com banheiro externo. Então, a noite, nos dois quartos da casa, ficava o penico debaixo da cama para que ninguém tivesse que ir ao banheiro no quintal! Meu Deus, como eu lembro dessa época. Mas te confesso que sempre tive um nojinho desse utensílio...
Beijos!

Sonia Schmorantz disse...

Conheci muito bem, meus filhos ainda usaram também, aqueles que eram em formato de bichinhos, para sair das fraldas...mas uma pizza no penico nunca vi, rsss
beijos, ótimo fim de semana

Cadinho RoCo disse...

Não só sou do tempo do urinol como sei de casos engraçadíssimos de pessoas mais velhas que ao aocrdarem, ainda meio atordoadas com o sono, ao buscarem chão para os pés, enfiavam o dito no penico, ou involuntariamente esbarravam nele que então rodopiava até entornar toda urina e por aí vai. Pra completar já usei urinol, limpíssimo, no carnaval, onde então tomava do dito cerveja geladinha que surtia efeito espetacular.
Só você mesma Georgia, para me trazer tais recordações.
Cadinho RoCo

Pedrita disse...

eu sempre adorei penicos, ia amar verem amassar massa dentro de um deles. meu avô usava e eu e minha irmã brincávamos muito sobre isso. e eu acho a palavra muito sonora, meu avô chamava de urinol e com sotaque, era engraçado. e filmes trazem ótimas cenas com penicos. beijos, pedrita

Ana Filipa Oliveira disse...

Conheço o penico da casa da minha avó, como pensa útil e de uso diário, pelas mesmas razões: a casa-de-banho era à parte, e mesmo quando passou a ser integrada na casa, fazia muito frio para sair do quarto e ir até lá. Em casa da minha mãe, era apenas utilizado para quando estávamos doentes. Mas era utilizado raramente! Conheço bem esse Senhor.

iza disse...

Eu era da época do penico e do urinol. Banheiro também era do lado de fora.

Não sei se conseguiria comer algo feito dentro de um penico, mesmo que o penico nunca tenha sido usado. É que eu ia ficar sempre lembrando o passado e o que nele era feito.

Não é necessário, pelo menos para mim, que você se desculpe por não poder comentar ou visitar. Você tem muitos comentários e precisa atender sua família também. Seus filhos ainda são pequenos.
Quem gosta de ler você sempre retornará e comentará de coração.

Beijos!

Quase Blog da Li disse...

Penico,
sempre chamamos assim.
Tive o meu (o wc era fora...).
Hoje tenho um outro no meu quarto que serve de lixeira.
;)

Allan Robert P. J. disse...

Antigamente? Muita casa pelo interior do Brasil (e em outros países, como a China) usa e não entende como é possível que muitos não o usem. Em países mais pobres, a urina da noite serve para regar a horta. :)

Lunna disse...

Vc nem imagina o quanto eu ri aqui. Lembrei que mio nono tinha um desses e certa vez a moça que fazia faxina na casa deu uma topada no "bicho" e dá pra imaginar a cena, não é? O tal penico estava cheio.
Eu tive um quando menina, com carinha e tudo mais. Era vermelhinho, com cara de ursinho, com tampinha e tudo. Parecia uma vaso sanitário pequeno, do meu tamanho na epoca, claro. rs
Beijos e bom domingo...

Camille disse...

Georgia,
Quando eu era pequena, a gente passava m trote por telefone ue era voc sabia que penico de barro da ferrugem?
Desligava e achava a maior graça Nao tenho ideia de onde vem a palavra, mas é mais bonitinha do que urinol ne?
Beijos e boa semana
Cam

Celia disse...

Eu conheci sim. E até usei.
Qdo fomos de férias pra Fortaleza ano passado, fomos a um restaurante que era da moda.A decoracao era bem interessante. Chegando lá, fiquei surpresa em ver um pinico com gelo dentro e com garrafas de cerveja.Achei genial.
Boa semana. Bj

Dalva disse...

Rsrsrs... hilário este post, Georgia! Não sei se teria tido coragem de provar um pedacinho desta pizza...!

Em casa de minha avó também tinha penicos... o banheiro ficava no andar de baixo da casa, e descer as escadas a noite era perigoso, pois não havia luz (usavamos lampiões!).

Estes post de saudades não tem idade sempre despertam muitas lembranças boas!

Bjs.

Celso Ramos disse...

Olá Georgia!!!
Dei uma passada aqui para lhe agradecer avisita ao meu blog e ao blog de minha sogrinha!!! Ela está radiante com as visitas que está recebendo. Estou ajudando-a então até ela se familiarizar com o blog vai demorar um pouco para ela vir aqui.. Valeu!!!
Você também é abencoada com uma bela família!! Que Deus continue abençoando vocês,
Abraços !

Adao Braga disse...

Tanto um quanto o outra palavra eu conhecço e sei do uso deles.

E, quando jovem, participamos de uma atividade em que ganharia quem mais bebesse suco.

Depois do primeiro copo, ninguém quis repetir por que viram que o suco fora feito num penico.

Era novo, nunca havia sido usado, mas, ninguém mais quis participar, no final descortinaram a frase:

- O que os olhos não veem, o coração não sente.

http://abebedorespgondufo.blogs.sapo.pt/ disse...

Gostei do blog.

Beta disse...

Essa é boa!
eu tb me assustaria...rs

bj

Sonho Meu disse...

Eu sou do tempo do penico sim senhora. Era penico na cidade...era penico no sitio...mas Deus que me livre, nunca vi um penico na cozinha. Eca !!!!!
So vim conhecer banheiro la pros meus 18 aninhos de idade. Acredite se quizer o Brasil era caboclo mesmo...mas eu era feliz.
bjs
Parabens por teu aniversario.
bjs,
me